18/12/2020

ORTIGUEIRA - Ação de impugnação de mandato pode cassar dois vereadores

A denúncia revela que uma candidata da coligação do CIDADANIA, registrou candidatura laranja apenas para completar o percentual de 30%. Ela não recebeu nenhum voto
Nesta imagem, Ciça aparece   
apoiando outro candidato 
 No município de Ortigueira, o pleito eleitoral terminou no dia 15 de novembro, de 2020, quando foram proclamados, pela Justiça Eleitoral, os eleitos. Há quem aposte que a composição da Câmara Municipal pode sofrer mudanças e o centro de tudo, seria a candidatura de Cireide Vidal, a "Ciça", do partido Cidadania. A acusação é de que, a sua coligação, infringiu a Lei 9.504/97_Art. 10, § 3º: que versa sobre: “Do número de vagas resultante das regras previstas neste artigo, cada partidos ou coligação preencherá o mínimo de 30% (trinta por cento) e o máximo de 70% (setenta por cento) para candidaturas de cada sexo”, portanto, para que o "Cidadania" tivesse 30% de mulheres, a "Ciça" se colocou como candidata, mas, supostamente, não tinha interesse em disputar o pleito e o seu nome só foi indicado para tentar burlar essa regra. Consta na "Ação de impugnação de mandato eletivo", que quando o resultado do pleito foi  revelado, Cireide não recebeu nenhum voto e, se quer há registros de que ela tenha feito campanha. Outro fato que também evidencia esta afirmação, é a existência do print postado em sua redes sociais, onde "Ciça", como candidata, aparece dando apoio a outro candidato a vereador, que é o "Marquinhos" veículos. Caso a irregularidade fique provadas e a colisão seja cassada, dois vereadores eleitos: Gilson Junio de Andrade (Bodinho), o mais votado com 654 votos, e Edson de Oliveira (Edinho), o terceiro mais votado, com 557 votos, perderiam os mandatos e, em seus lugares, assumiria "Zé Carlos", do PL, que concorreu a reeleição e recebeu 377 votos e "Cláudio da Saúde", do PDT, com 344. Por telefone, o "Zé Carlos", confirmou que ele e "Cláudio", foram os que provocaram a justiça. "Nós somos amigos dos dois vereadores eleitos pelo Cidadania, mas na política, as vezes nos colocamos em lados opostos. Tenho certeza que se fosse ao contrário, eles também iriam consultar a justiça eleitoral. A ação foi movida, mas quem vai dizer a quem pertence os mandatos, é o juiz eleitoral", disse "Zé Carlos". Até a publicação desta reportagem, não conseguimos falar com "Ciça", para que ela pudesse dar sua versão sobre os fatos, mas tivemos acesso a denúncia. Já o CIDADANIA, contesta a informação, alega que não cometeu irregularidades e acredita que a chapa será mantida, sem alteração nos quadros do poder legislativo para 2021. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA