08/04/2021

Advogado Zanotti diz que motorista que matou família em Ivaiporã é assassino

 O advogado, com escritório em São João do Ivaí e Londrina, Dr. Alikan Zanotti, deu declarações polêmicas e fortes, a respeito do caso do motorista de uma caminhonete, envolvido em acidente, que matou família em Ivaiporã. A entrevista foi concedida ao repórter Ronaldo Senes, o "Berimbau", neste dia 08 de abril, de 2021, após o Ministério Público do Paraná, por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Ivaiporã, oferecer denúncia criminal contra o acusado, que tem 50 anos. Ele é apontado como o suposto culpado de acidente com três mortes no dia 13 de dezembro, de 2020. O empresário foi denunciado por três homicídios com dolo eventual (quando o agente assume o risco de cometer o crime) e embriaguez ao volante, conforme consta na página do Ministério Público. "
A sociedade se reporta a ele como empresário, mas,  denunciado pelo Ministério Público, ele está indiciado por três homicídios.  Aquele  não pode ser considerado um acidente, e sim um triplo assassinato. Ele assumiu o risco, ao ingerir bebida alcoólica. Esse foi o presente trágico que  este homem deu para duas famílias: a do Lucas e de sua esposa Jaqueline, que faleceram. Então eu não me reporto a ele como empresário e sim como assassino", disse advogado, que está inserido no processo como auxiliar de acusação. Também lamentou o fato do Tribunal de Justiça, ter permitido a soltura do acusado, para que ele responda em liberdade. Para ouvir as declarações na íntegra, clique no link de vídeo no início desta reportagem. A defesa, através do Advogado Dr. João Teodoro, já fez negativas, afirmando que foi uma acidente e que jamais o cliente teve a intenção de cometer crimes. Na entrevista, há outros citados, há que também é oferecido o direito de resposta.  SOBRE O CASO -  
Conforme a denúncia, o morador de Ivaiporã,  conduzia seu veículo (uma caminhonete) em alta velocidade na Rua Emílio Ganzert, no Bairro Alto da Glória, e perdeu o controle do carro, invadindo a pista contrária, onde colidiu com um Fiat Uno, matando seus três ocupantes Lucas Bueno, Jaqueline Toledo Vieira e a filha Heloísa (um casal com 22 e 23 anos e sua filha, de 1 ano e 2 meses).  Como noticiamos, o acidente aconteceu  num domingo, dia 13 de dezembro, de 2020, às 17:40 horas, próximo a Furnas,  no perímetro urbano de Ivaiporã.  No local, ficou apurado que  houve  colisão envolvendo uma S-10,  dirigida pelo  empresário, dono de um Posto de Combustível, e um Fiat Uno, conduzido pelo Lucas  Bueno. Com o impacto,  as três pessoas que estavam no carro menor, marido (Lucas);  esposa Jaqueline e a filha Heloísa,   morreram no local.   Além dos Bombeiros e Polícia Militar, o IML-Instituto Médico Legal e a Polícia Civil,  também foram acionados para atender a ocorrência.  Na mesma data, o motorista foi preso nas proximidades, após ser localizado em uma casa. Ele alegou que se entregou e negou que tenha fugido. Poucos dias depois, foi solto, o que gerou críticas por parte de familiares e amigos das pessoas que faleceram. Um vídeo, anexado ao processo - clique aqui para assistir, revela a caminhonete literalmente voando, pouco antes da batida.   Clique Aqui, para rever a primeira matéria do acidente. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA