04/04/2021

IVAIPORÃ - Flagrante de aglomeração termina em muita confusão e prisão

Ao localizar um evento em uma casa, moradores reagiram contra os fiscais e a Polícia Militar. Um mulher, se dizendo assessora de um deputado, prometeu retaliação  
      No 03 de abril, às 20h30min, na Rua Das Araucárias, a equipe da fiscalização da prefeitura, solicitou apoio da polícia militar por conta de uma denúncia de aglomeração próximo ao Hospital Regional de Ivaiporã, em desconformidade com os decretos municipais e estaduais vigentes. Na rua, havia uma grande quantidade de veículos estacionados, próximos à residência, sendo aproximadamente 10 carros. Foi constatado que dentro da casa havia 12 pessoas, entre parentes, amigos, porém seis dessas pessoas, não residiam no local. Foi solicitado pela equipe da prefeitura, que as pessoas que não residissem fossem embora, porém o proprietário do imóvel, sua esposa, filha e o noivo da referida filha, além de um outro masculino, permaneciam em frente da residência. Foi solicitado para o referido homem, que não pertencia a família, que fosse para sua residência, todavia, o proprietário da casa se aproximou da equipe e afirmou aos policiais que eles não estavam fazendo nada de errado. Em determinado momento, o dono do local disse, segundo consta no boletim: "abaixa a tua bola, calem a boca, quem vocês pensam que são?", apontando o dedo indicador para as equipes em forma de ameaça. O noivo também verbalizou: "vocês são tudo uns bostas". Ao tentar realizar a prisão, resistiram, sendo necessário o uso seletivo da força com técnicas policiais para conter o cidadão. Houve confusão, que culminou com três detidos, sendo que o proprietário da casa chegou a aplicar um mata leão em um soldados. Dois policiais ficaram feridos. Todos os indivíduos estavam sem máscaras. Enquanto os três indivíduos eram encaminhados, às viaturas, os policiais e ficais da prefeitura, ouviram a filha do proprietário da casa, por ser assessora de um deputado estadual, afirmar que ligaria para o comando da polícia e para o referido deputado, afirmando: "isso não vai ficar assim", com o intuito de punir os policiais pela ocorrência. Os fiscais da prefeitura confeccionaram autos aos quatro envolvidos. Todos foram levados para a Delegacia. A Polícia não divulgou nomes, mas segundo informações, um dos envolvidos, é ex-vereadores e também foi candidato a vice-prefeito. A defesa dos detidos, negam as acusações.  

Um comentário:

  1. Ainda acham que CARTEIRAÇO resolve as coisas;
    Se realmente for Assessora de Deputado, deveria saber que leis devem ser cumpridas.

    ResponderExcluir

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA