14/10/2021

CAMBIRA - Homem acusado de atear fogo no carro e casa da ex-amásia

     Neste dia 14 de outubro, de 2021, houve violação de domicílio, dano e incêndio, em Cambira, no Bairro do Cruzeiro, sendo a Rua, a Nossa senhora Aparecida. Segundo o Tenente Thiago Mendes, que comanda a Companhia de Jandaia, a equipe do Destacamento foi solicitada, por uma moradora, dizendo que seu veículo e sua casa, haviam sido incendiados. No local, os soldados depararam com um GM Celta prata, completamente, queimado. A vítima, das iniciais M. C., encontrava-se abalada e passou a revelar que ouviu barulho durante à noite, não sabendo precisar a hora exata, mas que era forte, como se fosse de algo se quebrando. Ao acordar, neste dia 14 de outubro, para trabalhar, verificou que o vidro traseiro de seu carro estava quebrado e que havia um tijolo próximo a ele. Seu vizinho de muro, disse que avistou um indivíduo pulando para o quintal. A vítima tentou funcionar o automóvel, mas ele não ligou. De carona, ela foi para o trabalho, assim como suas filhas. Mas, já no serviço, recebeu uma ligação informando que a casa estava pegando fogo. A vítima suspeita de seu ex-amásio, das iniciais E. E. R., com quem teve um relacionamento findado em 2013, o qual, há poucos dias, passou a ameaçá-la via Whatsapp, não aceitando a nova relação da vítima. Também informou que o acusado passou em frente o seu trabalho, após o fato, acenou e deu um sorriso irônico, como se tivesse feito algo. Relatos de algumas testemunhas, também apontaram para o autor. Na mesma data, a Polícia localizou o homem, o qual foi levado até a Delegacia. Ele, sem qualquer tipo de coação, confessou os crimes, relatando, primeiramente, que havia quebrado o para-brisa e depois ateou fogo no carro e, pela janela, propagou o incêndio no sofá da residência, utilizando-se de querosene. Também que foi motivado pelo crime passional, afim de matar o convivente da vítima, pois esperava que ele estivesse na casa.  A Polícia não divulgou nome, mas segundo uma testemunha, que falou ao Blog do Berimbau, seria a pessoa de Estanislau.  Os relatos acima, sobre  o ocorrido e confissão, constam no boletim policial. Para a imprensa, a defesa do acusado disse que ele ainda via se pronunciar, esclareceu  e negou os fatos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA