27/10/2021

POLÍTICA - Ratinho participa da posse de Domakoski e Pessuti no Pró-Paraná

Tomou posse nesta terça-feira (26 de outubro) a nova gestão do Movimento Pró-Paraná, grupo que reúne empresários e representantes da sociedade civil para buscar em conjunto soluções para problemas do interesse do Estado. O engenheiro e empresário curitibano Marcos Domakoski, reeleito para a presidência do grupo, foi reconduzido ao cargo para o biênio 2021-2023. A solenidade de posse ocorreu de forma híbrida e foi presidida pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior. “Esse movimento reúne grandes apaixonados pelo nosso Estado em um grupo que tem como missão defender o Paraná de todas as formas. O ato de governar é de uma responsabilidade imensa. Governar durante a pandemia, em situação de calamidade hídrica, e com a responsabilidade de tirar outros desafios do papel, é algo que não se faz sozinho, mas com união — uma união entre as instituições e junto da sociedade civil organizada, pensando o Paraná de forma prática”, afirmou o governador. O movimento, criado há 20 anos em Curitiba, trabalha para dar visibilidade nacional e internacional ao Paraná, abrindo caminho para o desenvolvimento e promovendo um ambiente democrático de liberdade, paz e justiça. Domakoski, presidente do grupo desde 2015, destaca que muitas conquistas foram alcançadas no Estado com o apoio do movimento. Ele afirmou que, nos últimos anos, a atuação foi intensa, especialmente na área da infraestrutura, em parceria com o Instituto de Engenharia do Paraná. A concepção de um novo modelo de concessões rodoviárias do Paraná, construído em um diálogo entre Governo do Estado e sociedade civil, é uma das vitórias apontadas por ele. “Essa é uma gestão participativa. Procuramos congregar o maior número de entidades e pessoas que se dispõem a trabalhar pelo Paraná em diferentes áreas. Pretendemos continuar trabalhando com a infraestrutura e temos vários desafios pela frente, como o modelo de transição dos pedágios e, depois, na implantação das novas concessionárias, temas que vão demandar bastante atenção”, exemplificou o presidente. A terceira pistado Aeroporto Internacional Afonso Pena garantida no leilão dos aeroportos e a construção da segunda ponte entre Brasil e Paraguai também estão entre as conquistas da Paraná celebradas pelo movimento. “A gente tem uma sensação de dever cumprido na medida em que você vê tudo isso acontecendo”, ressaltou. Domakoski aponta, ainda, a valorização de temas relacionados à educação dentro da nova gestão, que conta com especialistas que poderão dar contribuições aos gestores públicos. DIRETORIA – Além dele, toda a nova gestão do grupo tomou posse na solenidade. A diretoria agora é composta por Mário Pereira (1º vice-presidente), Orlando Pessuti (2º vice), Cléverson Marinho Teixeira (3º vice), Arnaldo Miró Rebello (4º vice), Nelson Luiz Gomez (5º vice), Rafael de Lala Sobrinho (diretor-secretário), Jaime Sunyê Neto (diretor-financeiro), Luiz Alberto Gomes (diretor de relações institucionais), Rosane Gil Kolotelo Wendpap (diretora de eventos), Kelso Krieger e Luís Roberto Dantas Bruel. HISTÓRIA – O grupo foi iniciado em 1991 pela liderança do advogado e jornalista Francisco Cunha Pereira Filho em prol da conquista dos royalties da Usina Hidrelétrica de Itaipu. Graças ao grupo, a partir de 1996 o Paraná passou a receber os recursos de compensação financeira pela exploração da área. Desde então, o Pró-Paraná passou a participar ativamente de todas as grandes reivindicações do Estado junto aos três poderes, formalizando sua criação em janeiro de 2001. É uma entidade sem fins lucrativos e sem vínculos partidários ou ideológicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA