Páginas




 


27/05/2022

ELEIÇÕES 2022 - Bolsonaristas ovacionam presidente e atacam pesquisa Datafolha

    Em Goiânia, neste dia 27 de maio de 2022, apoiadores de Bolsonaro o chamaram de "mito" ao chegar no aeroporto (Veja no vídeo acima). Também voltaram a criticar a pesquisa divulgada pelo Datafolha, dizendo que o levantamento é falso e que o Brasil está com o Presidente. A referida pesquisa, que recebeu críticas, foi divulgada em 26 de maio, pelo Jornal Nacional, revelando que, Lula, do PT, lidera com ampla vantagem os dois cenários pesquisados. No primeiro cenário pesquisado, a vantagem de Lula é de 21 pontos percentuais sobre o segundo colocado, o presidente Jair Bolsonaro, do PL. Lula aparece na frente, com 48%. Com a margem de erro, tem de 46% a 50%. Jair Bolsonaro, do PL, 27%. Com a margem de erro, de 25% a 29%. Ciro Gomes, do PDT: 7%. Portanto, tem de 5% a 9%. Com 2%, Andre Janones, do Avante, tem de zero a 4%. Também com 2%, Simone Tebet, do MDB, tem de zero a 4%. Pablo Marçal, do PROS, tem 1%. Com a margem de erro, de zero a 3%. Vera Lúcia, do PSTU, também tem 1%; de zero a 3%, com a margem de erro. Sete por cento disseram que votariam em branco, anulariam ou não votariam em nenhum desses candidatos; e 4% não sabem. Quando a pesquisa do Datafolha foi registrada no TSE, o ex-governador de São Paulo João Doria, do PSDB, ainda não tinha retirado a candidatura. Por isso, o Datafolha incluiu o nome dele em um dos cenários. O Datafolha pesquisou três cenários de segundo turno. Lula ampliou vantagem sobre Bolsonaro. Em julho, Lula aparecia com 58% das intenções de voto; em setembro, 56%; em dezembro, 59%; em março, 55%; e agora, 58%. Bolsonaro tinha 31% em julho e em setembro; em dezembro, 30%; 34% em março; e agora, 33%. Votos em branco, nulos ou nenhum eram 10%; 13%; 10% em dezembro e março; e agora 8%. Não sabe, 1% nas cinco pesquisas. O Datafolha também pesquisou um segundo turno em que o ex-presidente Lula enfrenta Ciro Gomes. Em setembro, Lula tinha 51%; em dezembro, 56%; em março, 54%; e agora, 55%. Ciro tinha 29%; 26%; 28%; e agora, 29%. Brancos, nulos ou nenhum: 19%; 16%; 17%; e 15%. Não soube responder: 1% em todas as pesquisas. No cenário de segundo turno entre Ciro Gomes e Jair Bolsonaro, o candidato do PDT ampliou a vantagem sobre o presidente. Ciro tinha 50% em julho; em setembro, 52%; em dezembro, 53%; 46%; e agora, 52%. Bolsonaro tinha 34%; 33%; 32%; 37%; e agora, 36%. Brancos, nulo ou nenhum: 15% em julho e setembro; 14%; 16%; e agora, 10%. Não sabe: 1% nas quatro últimas sondagens e 2% agora. O Datafolha ouviu, na quarta-feira (25) e nesta quinta-feira (26), 2.556 eleitores, em 181 municípios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

CARREGANDO MAIS POSTAGENS...