Páginas





 


16/08/2022

BARRAGENS - Promotor ministra palestra em Borrazópolis sobre PCHs

Dr. Robertson de Azevedo começou um rol de palestras na região em um novo enfrentamento a empresas que fazem estudos para construir Usinas Hidrelétricas no Rio Ivaí 
      A convite da vereadora Vera Lúcia, a "Tuca", no dia 15 de agosto de 2022, esteve na Câmara Municipal de Vereadores, o promotor de justiça, Dr. Robertson de Azevedo, que, atualmente, atua como promotor substituto da 42ª Seção Judiciária, Paranavaí e continua ativo nas questões de meio ambiente, também como professor colaborador no PEA/UEM (Programa de Pós-graduação em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais, ao qual o Nupélia está associado) e no ProfÁgua, como mestrado profissional em nível nacional em Gestão e Regulamentação de Recursos Hídricos, UTFPR, Campo Mourão. O motivo do convite, foi para que o promotor pudesse esclarecer questões ligadas a barragens no Rio Ivaí. No dia 21 de julho, o Blog do Berimbau e Rádio Nova Era, noticiaram, em primeira mão, e com exclusividade, que moradores da zona rural de Borrazópolis, região do Bairro Fogueira e Salto Fogueira, também do outro lado do Rio, São João do Ivaí, Lunardelli e Lidianópolis, voltaram a expressar preocupação pessoas desconhecidos, supostos funcionários de empresas que prestam serviços, fazendo estudos para implantação de Usinas Hidrelétricas, ou Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs), ao longo do Rio Ivaí. Em outras palavras, pretendem construir barragens, o que, na visão de ambientalistas, causa enorme impacto ambiental, pelo fato de alagar áreas agricultáveis; destruição de matas ciliares; afetar, em alguns casos, propriedades inteiras; não gerar emprego na região e nem lucro para prefeituras. Nas regiões alagadas, fica proibida atividades, por conta do risco de incidentes, o que seria de responsabilidade das empresas exploradoras. Recentemente, o prefeito Carlos Gil, de Ivaiporã, que também é contra estes empreendimentos, disse que teve acesso a documentos, que revelam que estão adiantados os processos para autorização. "Diante da preocupação das pessoas desta região, viemos em Borrazópolis, a convite da vereadora, para ter uma primeira fala com o prefeito, sua equipe; vereadores e lideranças, mas a ideia e fazer uma reunião com a comunidade. Há dez anos tentaram implantar usinas aqui na região e houve forte resistência dos pescadores, moradores ribeirinhos, enfim, está mais do que claro, que usinas não geram renda para a região, não geram emprego e causam forte impacto. Esclarecemos aqui, que é muito mais rentável para o município, investir em projetos ambientais e manter sua agricultura forte e o meio ambiente intacto, ao invés de barrar o rio e deixar nossas riquezas embaixo d´água", disse o promotor. Além de uma palestra, Robertson apresentou slides e documentos, revelando que o Paraná já tem praticamente todos os rios barrados, é autossuficiente na produção de energia e já deu sua contribuição ao Brasil. Ele também trouxe alguns convidados, entre eles, pescadores profissionais da Z-17 do Porto Ubá, em Lidianópolis, e o advogado e ex-prefeito, por quatro mandatos, de Mato Rico, Dr. Marcel Jayre Mendes, que falou de suas experiências naquele município, onde a cidade arrecada milhões adquirindo áreas de mata e cadastrando e transformando em preservação permanente. O prefeito Dalton Moreira, de Borrazópolis, em sua fala, assim com o Presidente de Câmara, Rosimar Cerqueira (Rosi Cerqueira), ressaltaram a importância da palestra do promotor, a qual foi, extremamente, esclarecedora e serviu para reforçar a ideia de que precisamos defender o nosso meio ambiente e valorizar nossas belezas naturais, a agricultura e o turismo rural.  Além do prefeito Dalton, estavam também secretários municipais e servidores convidados.  O ex-vereador Sebastião Rodrigues, o "Tião do Sindicato", que é presidente do Sindicato Rural, também marcou presença.  (Colaborou - Meire Boro e Eduardo Pasqualin) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

CARREGANDO MAIS POSTAGENS...