Páginas





 


19/08/2022

IVAIPORÃ - Prefeitura, Sebrae e IDR apresentam duas formas de registrar café

Representantes do Departamento de Agricultura da Prefeitura de Ivaiporã (Estela Bagio Zanetti e Gil Garib), Sebrae (Joelma Katto e Milena Cotrim) e do Escritório Municipal e Regional do IDR (Paulo Lizarelli e Paulo Eduardo Sipoli Pereira) se reuniram com os produtores da Associação da Agricultura Familiar do Jacutinga com o objetivo de debater sobre a Indicação Geográfica – denominada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento como registro conferido a produtos ou serviços que são característicos da área de origem, o que lhes atribui reputação, valor intrínseco e identidade própria, além de distingui-los em relação aos similares disponíveis no mercado. Isto é, são produtos que apresentam qualidade única em função de recursos naturais como solo, vegetação, clima e saber fazê-los. A Indicação Geográfica é regulamentada pela Portaria INPI/PR 04/2022, que estabelece as condições para o registro. O Instituto Nacional de Propriedade Industrial é a instituição que concede o registro legal de Indicação Geográfica no Brasil. CARACTERÍSTICAS - Durante a reunião, o agrônomo Marcos André Collet, que é consultor do Sebrae, apresentou aos produtores do Jacutinga as características da Indicação Geográfica que se constitui sob 2 formas – Indicação de Procedência e a Denominação de Origem. Além disso, foram informados como conquistar o direito de ter uma Indicação Geográfica e principalmente o que significa para o distrito do Jacutinga. Segundo Marcos Collet, o café do Jacutinga apresenta ótimas chances de ser reconhecido com a Indicação de Procedência devido à qualidade da produção. “Desta forma o café do Jacutinga seria destaque no Estado, bem como no Brasil e no exterior”, opinou o consultor do Sebrae. A próxima etapa dependerá da Associação da Agricultura Familiar, que ficou de realizar outra reunião entre os associados. Caso os associados entrem em consenso, a Indicação Geográfica poderá se pleiteada ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial. As representantes do Sebrae, Joelma Katto e Milena Cotrim, se colocaram à disposição da Associação da Agricultura Familiar para colaborar com a conquista da Indicação de Procedência do café do Jacutinga. (Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Ivaiporã - Lúcia Lima).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

CARREGANDO MAIS POSTAGENS...