Páginas




 


06/08/2022

POLÊMICA - Denúncia de improbidade contra a prefeita de São João do Ivaí

A defesa da prefeita assegura que tudo será esclarecido e que não houve nenhum ato de improbidade, mas sim uma perseguição de cunho político 
 Em São João do Ivaí, o Ministério Público ofereceu denúncia, após ser provocado, por meio de uma ação civil pública por ato de improbidade, contra a prefeitura Carla Suzzi Emerenciano e também sua tia, de nome Glaucia Suzzi Miccha. Os fatos que chegaram a nossa reportagem, são sobre a suspeição de que a prefeita tenha cancelado dois editais para contração de professores, pelo sistema de PSS - Processo Seletivo Simplificado, com o objetivo de beneficiar a familiar, em detrimento dos demais concorrentes. Consta nos autos, que a promotoria, após receber as denúncias, determinou a apreensão do celular da tia de Carla, onde constam conversas sobre os editais, sendo que um deles chegou a ser enviado para a professora, antes de ser publicado. Leia parte da denúncia, que constam nos autos:
"Foi publicado o edital n. 57/2022 visando selecionar professores de inglês. No edital n. 63/2022 de 22/06, referente ao resultado, as candidatas Rosangela Cristina Ribeiro e Lisandra Oliveira Bernini, foram habilitadas e Glaucia constou como indeferida ou reprovada. Em 28/06, a prefeita publicou despacho cancelando o processo, n. 57/2022, argumentando a existência de diversos equívocos. Os fundamentos no despacho de cancelamento, foram subterfúgios utilizados para garantir uma segunda oportunidade para sua tia. Publicou-se então o edital n. 78/2022, contendo as mesmas previsões do despacho anterior. Dia 20/07/2022 foi publicado o edital n. 88/2022, no qual a candidata Glaucia se classificou em primeiro lugar com pontuação máxima".   Com a apreensão do celular de Glaucia, o promotor conseguiu acesso a conversas da tia com a prefeita, onde ambas, supostamente, combinam detalhes sobre o cancelamento e regras do edital.  Os prints da conversas, por Whatsapp, foram anexados no processo.  RESPOSTA - A prefeita disse que está de cabeça erguida e sempre realizou um trabalho limpo, transparente e honesto. Afirmou também  que é vítima de opositores que sempre se mantiveram no poder e neste momento se sentem inconformados com sua gestão sem espaço para este tipo posicionamento.  Sobre a conversa com a tia, assegurou que as informações foram manipuladas, dando a entender algo que não é verdade.  "Numa conversa particular com um familiar, muitas vezes a gente diz algo para não desapontar este ou aquele, que é uma forma de não magoar ninguém, mas na prefeitura, nada de irregular foi feito e vamos provar isto. Quem me conhece sabe da minha honestidade e que eu não quero nada que seja da prefeitura, da comunidade e da população. Por isso podem ficar tranquilos, não vou decepcionar ninguém jamais. Não tenho medo desta denúncia. Aquilo que o MP fez no final do ano,  dizendo que eu fazia farra com o dinheiro público, porque eu iria dar cesta básica para os servidores, provei contrário, agora acontece a mesma coisa", disse Carla numa resposta dada ao jornalista Herinthon e enviada a nossa reportagem. Sua tia Gláucia, também nega qualquer irregularidade.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

CARREGANDO MAIS POSTAGENS...