Páginas





 


21/09/2022

Apucarana sediou evento de inovação e desenvolvimento de ecossistemas

O “Beer Innovation” foi realizado na Cervejaria Dalle Beer, com a presença de empresários, profissionais liberais, professores e dirigentes de universidades locais. Na abertura o presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços, Wanderley Faganello, enfatizou que Apucarana criou o Conecta, que nasceu dentro da ACIA e que mantém importantes parcerias com a Prefeitura de Apucarana e o Sebrae. “Estamos trabalhando para criar um ambiente favorável à expansão de ecossistemas, estimular startups e viabilizar mercado de trabalho para os jovens que aqui se formam e acabam indo para outros lugares”, explicou Faganello. Ele Lembrou que, recentemente, participou de um evento nacional em Recife-PE, no qual mostrou o que Apucarana já avançou em tecnologia e inovação com o Conecta. Tiago Cunha, do Sebrae e governança do Conecta, destacou que o trabalho está evoluindo com o apoio de vários parceiros. “Apucarana acaba de criar o Fundo Municipal de Inovação, que seguindo o exemplo de Londrina e Maringá, é um instrumento indispensável para alavancar os ecossistemas de inovação”, assinalou Cunha, reiterando que a cidade está preparando os projetos do futuro. No evento ele apresentou dois vídeos que mostram a cronologia de desenvolvimento do Conecta. Num formato de eventos já desenvolvidos na Europa em bares, chopperias e pubs, o “Beer Innovation” teve como palestrantes Roberto Moreira, do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel); e Pedro Sella, do Centro de Tecnologia e Inovação de Londrina (Tecnocentro). Moreira disse que o trabalho vem sendo realizado em Londrina há alguns anos e já impactou positivamente na economia. “É muito importante falar de inovação tecnológica, valorizar e criar ambientes de desenvolvimento.  Leia mais no link abaixo Desde 2013 incentivamos as startups e criamos um centro tecnológico com 3.500 mil metros”, comentou o diretor do Codel, acrescentando que, em 2018, um novo diagnóstico do ecossistema de Londrina apresentou um perfil tecnológico e científico mais avançado e de porte regional. Ele explicou que, atualmente, Londrina mantém um centro de inovação e governanças setoriais. “Estamos estruturando um ambiente para inovar e empreender, buscando vender a cidade para novos investidores. Hoje dispomos de dois parques tecnológicos e estamos estruturando um terceiro de grande porte; conquistamos uma empresa indiana, a Tata Consultoria e Serviços, que já emprega 1.700 funcionários e que poderá chegar a 8 mil colaboradores. Também temos 3 mil vagas abertas em Londrina para atuação na área de tecnologia de informação”, informou Moreira. Conforme assinala o diretor do Codel, onze instituições de ensino superior de Londrina participam ativamente do projeto. “O nosso conselho de administração é integrado pelo Codel, ACIL, Sebrae, Senai, UEL, Sociedade Rural e vários sindicatos”, concluiu Roberto Moreira. Pedro Sella diss que o Tecnocentro foi estruturado para ser sede do Ecossistema de Inovação de Londrina, abrigando aceleradoras, empresas, startups e profissionais liberais, atuantes nos campos de tecnologia e inovação, em modelo de coworking (espaço compartilhado). “Também sediamos eventos do ecossistema da cidade como os hackathons, que são os eventos que propõem a inovação por meio de uma disputa positiva de ideias e de ações entre os envolvidos em prol da organização”, revelou Sella. O empresário teceu elogios ao Conecta de Apucarana, e ao apoio que o prefeito Junior da Femac tem direcionado à inovação tecnológica. “Apucarana investe num caminho para uma nova matriz econômica, unindo instituições de ensino superior e negócios com uma cultura inovadora”, enalteceu Pedro Sella. O evento teve as presenças de Carlos Mendes, do Idepplan, representando o prefeito Junior da Femac; Luiz Hilário, do Forum Desenvolve Apucarana; vereador Moisés Tavares; Marcelo Ferreira diretor do Campus Apucarana da UTFPR; Aloysio Gomes (UTFPR); Marcos Fante, da Dicatex; Rogério de Paula; professores do Campus da Universidade federal do Paraná (Campus de Jandaia do Sul); Marcus Von Borstel; Fábio Magri (ZZTEC); e Gustavo Ishiwawa, coordenador de startups do Sebrae Londrina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

CARREGANDO MAIS POSTAGENS...