Páginas




 



 


01/09/2022

MARUMBI - Recenseadora do IBGE diz que foi vítima de estupro

A situação absurda ocorreu no momento em que a moça coletava dados para a pesquisa do censo. O acusado foi preso pela Polícia Civil de Jandaia 
Em Marumbi, uma recenseadora do IBGE, foi alvo de um estupro, sem a prática da penetração ou ato sexual. A situação absurda foi registrada por volta das 14 horas, na delegacia de Jandaia do Sul, mas o fato ocorreu na Rua Mathias Fernandes, na referida cidade de Marumbi. Ao comparecer na DP, contou que tem 22 anos e estava coletando dados para o  Censo, quando chegou a porta do acusado, que mora com a mãe.  Ele sozinho, incialmente,  agiu de forma natural, mas usou o álibi que estava com uma panela no fogo, cozinhando, por isso ela deveria entrar na residência, caso quisesse fazer as perguntas. Ao entrar, fez a pesquisa, mas ao se levantar para ir embora, o rapaz fechou a porta e utilizando-se de força começou a beijá-la na boca sem seu consentimento. Em seguida a arrastou até um quarto, que fica ao lado da sala e a jogou em cima da cama, onde continuou tentando  manter relações e passando as mãos em suas partes íntimas. Quando percebeu que não iria conseguir, a soltou e ela conseguiu ir embora.   O Dr. Gustavo de Pinho e sua equipe, foram ao local, enquanto o agente Adilson, o "Baragão", ficou na delegacia dando atendimento a vítima.  Ao chegar ao endereço, o rapaz negou, mas depois confirmou os fatos, dizendo que realmente passou as mãos em suas partes íntimas e a beijou, alegando que houve consentimento da recenseadora.  Também afirmou que tem problemas que justificam seu ato, não informando qual seria este problema.   "Nós o prendemos porque acreditamos que não houve o consentimento, já que a jovem procurou a delegacia para registrar o boletim e apresentava-se muito abalada, psicologicamente,  com o ocorrido", informou o Delegado a nossa reportagem.  O nome não foi informado pela Polícia Civil, mas a defesa do detido, afirmou ser ele Rafael, que vai apresentar os argumentos da negativa dos fatos, para provar sua suposta inocência.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

CARREGANDO MAIS POSTAGENS...