Páginas





 


13/09/2022

Sebrae e MTur iniciam diagnóstico para promover o turismo inteligente no Vale do Ivaí

O município de Apucarana foi selecionado pelo Sebrae Nacional e pelo Ministério do Turismo (MTur) para ser sede de um trabalho regional que tem como foco a promoção do conceito do destino turístico inteligente (DTI) junto aos municípios do Vale do Ivaí. O levantamento de dados, visando a formatação de um diagnóstico com base nos pilares de governança, tecnologia e desenvolvimento sustentável, teve início nesta semana em Apucarana, e também será realizado nas cidades de Ivaiporã, Jandaia do Sul, Lunardelli, Faxinal e Jardim Alegre. “Trata-se de um trabalho de relevante importância, cujo produto final vai contribuir para o fortalecimento dos destinos turísticos em toda nossa região, melhorando não só as experiências do turista, mas também a qualidade de vida das populações envolvidas”, pontua o prefeito Júnior da Femac. O trabalho de diagnóstico regional tem como gestor o Sebrae Apucarana, através dos consultores Tiago Cunha e Joelma Katto, com trabalhos de campo e pesquisa a cargo da agente de turismo credenciada Érica Búfalo. “Além de informações junto às prefeituras, a metodologia contempla coleta de dados junto a empresas privadas, entidades do terceiro setor e banco de dados estaduais e nacionais”, explica professora Maria Agar Borba, secretária Municipal da Promoção Artística, Cultural e Turística (Promatur). Os trabalhos nos seis municípios do Vale do Ivaí devem seguir até o final de dezembro. “A partir do diagnóstico, outras etapas serão desenvolvidas visando trabalhar ações e estratégias, como a criação de comitês de inovação, promoção de workshops com os atores do turismo, mentorias e visitas técnicas”, detalha Érica Búfalo, consultora credenciada ao Sebrae Paraná e que está em Apucarana nesta semana para dar início ao diagnóstico local. Além da Catedral Nossa Senhora de Lourdes e parques municipais, ela explica que irá conhecer e catalogar outros destinos turísticos, como a Vinícola Casa Carnasciali, na Serra de Apucarana. “Até o final dos trabalhos devo regressar ao município em pelo menos outras duas oportunidades. Além dos atrativos turísticos, o diagnóstico também envolve impressões técnicas relacionadas à hospedagem e alojamento, setores de transporte, alimentação, infraestrutura urbana e rural, entre outros ligados ao segmento do turismo”, resume Érica. O objetivo principal do diagnóstico, conclui ela, é contribuir para a criação de produtos que proporcionem ao Vale do Ivaí soluções turísticas geradoras de experiências positivas tanto aos turistas quanto aos moradores. “A partir do diagnóstico, os municípios irão ter conhecimento da atual realidade (o que está bom) e o que pode ser aperfeiçoado”, diz Érica Búfalo, frisando que as impressões já são bem positivas em Apucarana. “O turismo inteligente envolve várias dimensões – tecnologia, governança, sustentabilidade. Com relação à Prefeitura de Apucarana, encontrei um site exclusivo para o turismo muito bem elaborado, com muitas informações”, elogiou. A partir do incentivo ao empreendedorismo, o conceito DTI (Destinos Turísticos Inteligentes) fomenta a inclusão dos municípios no mundo digital de promoção e comercialização do turismo, tornando-os mais competitivos no mercado globalizado e, em contrapartida, ampliando receitas com maior geração de renda e emprego para a população local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

CARREGANDO MAIS POSTAGENS...