Páginas


13/04/2023

Crime de apologia ao nazismo em Manoel Ribas e no Rio Grande do Sul

  Nossa reportagem recebeu informações sobre um trabalho importante e inteligente realizado pela Polícia Militar e Polícia Civil de Manoel Ribas, que, após receber denúncias, agiu  de forma eficiente para chegar a um menor que mantinha, em sua casa, materiais com apologia ao  
 nazismo.   Por telefone, fizemos contato com o Destacamento de Manoel Ribas, mas a PM  informou que não irá se manifestar  sobre o caso, talvez para não atrapalhar a investigação ou em proteção ao menor adolescente, portanto não conseguimos informações oficiais. Já de forma extraoficial, por fonte que não revelaremos, chegou ao conhecimento do repórter Ronaldo Senes, o "Berimbau", que após denúncias, as autoridades chegaram a residência do adolescente, de 14 anos, que tinha vários materiais com símbolos nazistas.   Vale ressaltar que estão sendo monitoradas as redes sociais de Manoel  Ribas e de todo o país,  com apoio da inteligência da PM, Polícia Federal e Polícia Civil, com a intenção que  ninguém vai ficar impune.  No caso do menor, ele  tinha uma rede de comunicação com outras cidades do Brasil.  Todo material ilegal foi apreendido e a célula existente no município já foi, totalmente, dissolvida e o assistindo está recebendo o atendimento devido.  Vale ressaltar que, através do levantamento em Manoel Ribas, a  Polícia Civil do Rio Grande do Sul foi alertada e apreendeu um adolescente, também de 14 anos, acusado de ato análogo ao terrorismo em sua casa, na cidade de Maquiné, Litoral Norte do estado, na noite de terça-feira (11 de abril). Segundo o portal G1,  de acordo com a investigação, o jovem fazia apologia ao nazismo em suas redes sociais, o que levou a polícia a monitorar suas trocas de mensagens e obter um mandado de busca e apreensão para o imóvel. Na casa, os policiais encontraram símbolos nazistas, incluindo bandeiras e gravuras dos ditadores Adolf Hitler, da Alemanha, e Benito Mussolini, da Itália, além de facas, canivetes e uma arma de fogo falsa (foto acima). Os pais do adolescente foram presos em flagrante por apologia ao nazismo. O diretor do Grupamento de Operações Especiais da Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil afirmou que uma das bandeiras apreendidas teria sido dada de presente pelo pai ao filho. "A gente apresentou o adolescente e os pais, o pai e a mãe, à polícia exatamente porque não tinha como não estar sabendo do que estava acontecendo naquela casa dado o farto material que foi apreendido", disse o delegado Marco Antônio de Souza. (Fonte - G1 e Blog do Berimbau)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

CARREGANDO MAIS POSTAGENS...