quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

IVAIPORÃ - Feto na Estação de Tratamento de Esgoto da Sanepar

                        EXCLUSIVO                        
Funcionário que realiza a limpeza do local, encontrou o feto humano e acionou as Polícias: Militar e Civil 

               Uma achado de feto na Estação de Tratamento de Esgoto da Sanepar, em Ivaiporã, na Rua Jupiá, chamou atenção no dia 26 de dezembro, de 2018. A primeira informação foi divulgada pela Polícia Militar, informando que um funcionário do local, o qual desempenha a função de operador de estação, relatou que realiza a limpeza duas vezes por dia, e que, durante o procedimento, das 16h30min, ele encontrou o feto. De imediato acionou seus superiores que compareceram ao local,  juntamente com a PM. Também foram acionados o investigador da polícia civil, agente Márcio,  e o plantonista do IML - Instituto Médico Legal, que adotaram as  providencias cabíveis que requer o caso.   Segundo informações da Sanepar, o feto foi encontrado na central de tratamento de esgoto, portanto, não há problemas com a central de tratamento da água que é fornecida a população. Funcionários também acreditam que o feto não foi jogado diretamente no local, mas deve ter chegado pelo esgoto, após ser  colocado  no vaso sanitário de alguma imóvel.  "Na estação de tratamento, há uma espécie de grade fina para conter objetos como garrafas pet, sacolas e outros, e foi justamente neste local que o feto ficou preso e foi possível visualiza-lo.  Acreditamos que seja de uns dois ou três meses.  Há hipótese  que  possa ter ocorrido o abordo em alguma residência que é ligada a  rede de esgoto", disse o investigador Márcio. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA