quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

JARDIM ALEGRE - Furto, confusão familiar e dois falecimentos

Na Avenida Paraná homem é furtado em bar.  Na PR-466 houve confusão entre familiar. Na Rua São Paulo, moto apreendida  e ainda ocorreram dois falecimentos de causas naturais 
    FURTO - No dia 27 de fevereiro, às 14h28min, na Avenida Paraná, chegou denúncia que no “Bar da Pedra” havia um senhor que estava ingerindo bebida alcoólica e que foi furtado de sua roupa certa quantia em dinheiro. Chegando ao local, constatou-se que o homem estava deitado na calçada e desacordado, pelo alto teor de álcool e cercado por duas pessoas. A vítima foi socorrida e como não conseguia falar, não foi possível apurar mais detalhes. CONFUSÃO - No dia 27 de fevereiro, final da tarde, na PR-466, no km 01, um homem teve desentendimento com seu enteado, com o qual entrou em vias de fato. Com a chegada da PM, no local, foram feitos patrulhamentos, porque havia informações que o referido enteado, de nome Amarildo de Mesquita, estava armado com uma faca, mas ele foi encontrado e não havia nada de ilícito. Amarildo também as acusações. O denunciante não quis representar, apenas disse que não queria mais o enteado em sua residência. O acusado negou qualquer tipo de ameaça. TRÂNSITO - No dia 27 de fevereiro, às 14 horas, na Rua: São Paulo, foi abordado um cidadão, sem CNH, conduzindo uma moto sem placa, a qual foi identificada como sendo uma Traxx/JL 100 e placa APM-9645, de cor preta, porém com licenciamento vencido desde 2010. Consultado a numeração do motor, foi identificado que pertencente a uma motocicleta Honda Biz 100 com baixa no sistema do DETRAN/PR. Diante dos fatos, foi recolhida até o pátio do DPM. FALECIMENTOS - Em Jardim Alegre, no dia 27 de fevereiro, foram anunciadas as mortes de duas pessoas, a primeira: Sebastião Luís de Sousa, de 82 anos, morador da Rua Hortência, no Parque das Flores. Seu corpo velado na Capela Mortuária, sepultamento no cemitério municipal, em 28 de fevereiro. A segunda morte foi de Dalva Sônia da Silva Santos, 65 anos, moradora de Curitiba. Segundo a funerária São Pedro, Dalva faleceu em Belo Horizonte, o corpo estava sendo velado em Curitiba e em seguida seria trasladado para Jardim Alegre para ser sepultada em 28 de fevereiro. (Colaborou Juliano Barbosa e Funerária São Pedro).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA