quarta-feira, 15 de maio de 2019

CAMBIRA - Arrombadores de Creche vão parar na cadeia

Dois maiores e três menores participaram do crime. Além de furtar produtos, eles escreveram frases do PCC e com insultos no quadro negro. A investigação é da 17ª SDP de Apucarana e o Destacamento local   
         Um crime de furto, que revoltou a cidade de Cambira, por conta do arrombamento de uma creche e danos provocados no local, foi esclarecido pela Polícia Civil, da cidade de Apucarana, equipe da 17ª SDP - Subdivisão Policial, com apoio da Polícia Militar. Pesa contra os acusados, os crimes de furto qualificado e corrupção de menores. Segundo informações, as quais o Blog do Berimbau e a Rádio Nova Era tiveram acesso, foi praticado furto no CMEI - Centro Municipal de Educação Infantil, antiga Creche, conhecida como Pequeno Paraíso. "O que chamou atenção é que os meliantes escreveram frases no quadro negro, se referindo ao PCC e desafiando a Polícia. Ainda bagunçaram tudo e furtaram alimentos que era para servir as criancinhas", disse o delegado Dr. Gustavo Dante, de Apucarana. Mas durante o delito, foi perdida uma carteira estudantil, em nome de uma Aluna, moradora da Rua Itaipu, em nome de Adriele Maiara Pedro Batista. Bastou esta informação para que a Polícia Civil chegasse ao mentores do crime. Na casa da estudante, ela confessou que na noite do delito, estava juntamente com dois menores, os quais não foram encontrados em seus endereços. As informações foram repassadas a Polícia Militar, sendo que neste dia 15 de maio, de 2019, o sargento da PM, policial Gutierrez, informou que havia localizado um dos menores, e que ele havia confessado participação e também revelado que a Estudante Adriele, um menor e dois irmãos ciganos, sendo o primeiro adolescente e o segundo conhecido como Vagner, cujo nome correto é Antônio Aristides Junior, participaram do furto e de um outro delito, onde também furtaram um botijão de gás. Outra revelação, é que todos os produtos foram levados para a residência dos ciganos, na Rua São Luis, com a Tancredo Neves. Ao chegar no endereço, os produtos furtados foram localizados. O cigano, que é menor, disse que seu irmão "Vagner", ou Antônio, é que havia chegado com os alimentos, durante à noite. Ao ser indagado sobre o paradeiro do referido irmão, disse que ele estava em outra casa da família. A equipe partiu para mais este local, mas no caminho, o procurado foi visto dentro de um veículo, que deslocava pela Rua Argentina. O carro foi abordado e o último suspeito recebeu voz de prisão. Todos foram entregues na 17ª SDP de Apucarana, e as devidas providências foram tomadas. As prisões e apreensões foram comemoradas, na redes sociais, pelos cidadãos de bem, os quais renderam elogios ao trabalho conjunto das policiais: Civil e Militar.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA