quarta-feira, 15 de maio de 2019

CÂNDIDO DE ABREU - MULHER REFÉM DO AMÁSIO

Denúncia leva polícia militar a uma casa onde a moradora era mantida refém pelo marido. No endereço foram apreendidas partes de várias arma de fogo e munições 
                  Em Cândido de Abreu, a Polícia Militar, no dia 14 de maio, de 2019, às 15 horas, libertou uma mulher que era mantida, supostamente, em cárcere privado, e apreendeu na residência onde se encontrava, munições e partes de arma de fogo. A denúncia chegou da Rua Vereador Neri Schereiner, região do Campão. Ao chegar ao local, a moradora, de 24 anos, estava no quarto e confirmou que estava sendo impedida de sair de sua casa; também disse o companheiro, além de a agredir, só autorizava sua saída, se ela aceitasse a continuar ficar morando com ele. Ao fazer buscas na casa, armas e munições foram localizada. Veja a relação do que foi apreendido: um cano duplo de espingarda calibre 32; sete canos simples de espingarda, sendo dois calibre 32, dois calibre 36, um calibre 22, um calibre 28 e um de pressão; um mecanismo de espingarda de pressão; dois cabos de garrucha de fabricação artesanal em madeira; uma garrucha artesanal calibre 38 com uma munição deflagrada; um simulacro de pistola; um cartucho deflagrado calibre 36; um mecanismo de espingarda de calibre não definido; dois frascos de pólvora; um frasco de chumbo e ainda, em busca veicular, foram encontrados, no porta luvas, quatorze munições intactas calibre 22. O acusado recebeu voz de prisão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA