quarta-feira, 10 de julho de 2019

FAXINAL - Jovem foi preso acusado da prática do tráfico de drogas

       A Polícia Militar, de Faxinal, registrou mais um caso de tráfico de drogas, no dia 09 de julho, de 2019, terça-feira, às 11 horas, na Rua 1, no local conhecido como Passarela. A Pm informou que uma mulher passou pelo local e viu uma movimentação estranha e que poderia ser por conta da venda de drogas. Ao chegar ao local, os soldados de plantão visualizaram dois jovens, um deles com a inicial do nome com a letra J., o qual passou por buscas, mas nada de ilícito foi encontrado. O segundo abordado, foi Kelven G. A., 19 anos,  que estava com 3,7 gramas de maconha; R$20,00 e um celular de procedência duvidosa. Ele afirmou que adquiriu o aparelho no Bairro J.K. e informou o nome do vendedor. Logo em seguida, recebeu uma ligação em seu celular, que segundo o próprio detido, era uma chamada de um homem, conhecido como "Zika", que mora em Apucarana, o qual estava trazendo 50 gramas, de maconha. O jovem ainda recebia várias mensagens de pessoas solicitando um "Salve", que na linguagem do tráfico, é pedido de droga. Pouco depois, chegou no local, a mãe de o primeiro jovem abordado. Ela disse que o filho tem problemas mentais e acusou Kelven  de estar vendendo droga para o filho, o que tem agravado o seu problema. Na casa do suspeito, seu próprio tio disse acreditar que o sobrinho vende drogas; mas nenhum ilícito a mais foi encontrado.  Na delegacia, Kelven, que não tem passagens por tráfico, negou que seja vendedor de drogas e disse ser inocente.  Já a pessoa citada por ele, como "Zika", a Polícia não conseguiu identificar e não se sabe se realmente existe. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA