quinta-feira, 10 de outubro de 2019

FAXINAL - Reunião da Amuvi debate projetos e entrega equipamentos

Representante do Paranacidade alertou prefeitos sobre golpes na contratação de instalação de iluminação pública a led e apresentou projetos como a pavimentação em concreto. Presidente da AMUVI entregou equipamentos e anunciou a compra de um Castramóvel   
              Neste dia 10 de outubro, de 2019, em Faxinal, foi realizada a reunião da AMUVI - Associação dos Municípios do Vale do Ivaí. O prefeito anfitrião, Ylson Álvaro Cantagallo, presidente da entidade, recepcionou a todos, mas o vice-presidente Washington Luiz, de Kaloré, que estava em um evento na Capital do Estado, com o governador, não conseguiu chegar a tempo. Na abertura, nove prefeitos, estavam presentes: Toledo de Cambira; Didi de Borrazópolis; Raimundo de Bom Sucesso; Deodato de Arapuã; Cicatto de Ariranha; Grolla de Lunardelli; Adhemar de Marumbi; Toninho de Grandes Rios e Paulinho de Califórnia. Outros dois municípios foram representados: Aparecido Buzatto, vice-prefeito de Lidianópolis; e a servidora Kelly Cristy Zanlorenzi, de Marilândia do Sul, estavam em nome dos prefeitos Adauto e Aquiles. Entre os presentes, Aparecido Maurício Rocha, da COHAPAR de Apucarana; Valdinei Franciscon e Adeilde Alves, o "Grilo", representando o deputado federal Sérgio Souza; Dr Giovani Rizzi, que é consultor jurídico da AMUVI, que comentou brevemente do Consórcio Mutirão Viário; e destaque para Álvaro José Cabrini, Superintendente Executivo do Paranacidade, acompanhado de André Cotrin Abdo, Coordenador do Escritório Regional de Londrina. Cabrini falou sobre programas e serviços, aprovação de projetos e procedimentos que devem realizados na entidade. Ele começou sua fala alertando os prefeitos sobre a iluminação a led, porque há muitas empresas ganhando dinheiro e fazendo errado nos municípios. Um dos erros, é trocar apenas a lâmpada e deixar o mesmo soquete de vapor de mercúrio e de sódio, pois o funcionamento até acontece, mas o aquecimento desse acessório, vai fazer que com que a led reduza sua duração e queime. "Esse tipo de lâmpada precisa ficar fria; se ela aquece, vai queimar e depois não tem garantias. Então não se pode usar uma tecnologia errada", ressaltou Cabrini. Outra observação foi sobre os painéis fotovoltaicos; segundo ele, as empresas atuam no sentido de vender sempre mais, mas o Paranácidade está oferecendo um estudo, onde é possível trocar equipamentos e reduzir o consumo pela metade, portanto, o quantidade de painéis fica menor e reduz também o gasto. O paraná cidade também está propondo o uso da pavimentação asfáltica em concreto usinado, que é mais barato, mais fácil de edificar, durabilidade maior e outras vantagens. Uma rua em concreto, durante o ano, exige reparos de 1%, quando a lama asfáltica, em pouco tempos precisa ser refeita. Ele citou exemplos de outros países, como a argentina, que já usa esse tipo de tecnologia há décadas. Cabrini propôs uma curso, que na preferência da Amuvi, será em Apucarana, para que os engenheiros e técnicos dos municípios, possa aprender um pouco mais sobre estas tecnologias. Foram expostos um veículo Toyota, que foi uma conquista do município de Faxinal e será utilizada para o Turismo Rural, principalmente na visitação de cachoeiras; e também um equipamento adquirido pelo Consórcio- CIG-Amuvi, que é uma órgão executor, voltado para captar recursos, desenvolver projetos e realizá-los efetivamente. O referido equipamento, que nesta reportagem é possível conhece-lo por fotos, será usado na pintura de faixas, tanto no perímetro urbano como em Rodovias. "Temos mais novidades, o governador vai possibilitar um convênio de quase cinco milhões, onde vamos investir em novos equipamentos para edificação de calçada; meio fio e até uma máquina, que é uma mini usina de asfalto. Também farei a compra de um Castrmóvel, que será importante para os municípios resolver o problema da superpopulação de cães e gato", disse o prefeito Cantagallo. Sobre a AMUVI, afirmou pegou a entidade com 110 mil, hoje tem 300 mil em caixa; no início de 2020, quando pedir licença para entregar o comando ao prefeito de Kaloré, apesar da compra deste equipamentos, pretende entregar o órgão com cerca de meio milhão em caixa. A reunião também debateu outros temas, como o prefeito Raimundo Severiano, de Bom Sucesso que cobrou providências para as péssimas condições da rodovia entre Bom Sucesso e Marumbi. 










Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA