domingo, 6 de outubro de 2019

IVAIPORÃ - Confusão em Petiscaria termina em facadas e prisão

Dois policiais agredidos; pessoas feridas com facada e garrafada, danos e muito confusão.  Um jovem foi preso acusado de começar o tumulto
             Em Ivaiporã,  num Bar e Petiscaria", na Avenida Minias Gerais, houve uma confusão, na madrugada do dia 05 de setembro, de 2019, 03h45min, que resultou em pelo menos sete crimes, entre eles: Danos; desacato; desobediência; lesão corporal; provocação de tumulto; resistência; roubo tentado e vias de fato.  O dono do estabelecimento, fez contato com nossa reportagem dizendo que a briga aconteceu  na Rua e não dentro do  seu comércio, por isso, a Lanchonete não tinha nada a ver com o fato, inclusive o detido se quer era cliente e se quer entrou no local.   Em nota, a 6ª Companhia Independente da Polícia Militar, de Ivaiporã, informou que foi acionada com informações que havia ocorrido um vias de fato com uma pessoa esfaqueada. Ao chegar ao local, frequentadores apontaram um indivíduo, o acusando de ter provocado a confusão e também aplicado golpes de arma branca contra pessoas. Ao perceber a PM, ele saiu correndo, chutando veículos e motocicletas que estavam estacionados na via e causando danos, sendo que foi apanhado por populares e entregue aos Policiais, que o algemaram para conduzir até o camburão, mas antes de coloca-lo na viatura, várias pessoas que estavam na companhia do rapaz, de nome Rian Petrick, tentaram resgata-lo, partindo para cima dos soldados, sendo necessária a força moderada para conter os ânimos dos exaltados. Mas também, outros cidadãos de bem, tentaram ajudar a equipe policial. Com a chegada da reforço, várias viaturas, todos as providências foram tomadas, e várias vítimas fizeram contato com a PM, entre elas, um senhor, dizendo que o roubaram e que o autor era a pessoa que estava de posse de uma faca, a qual subtraiu seu relógio e uma garrafa de vodca que estava em suas mãos. Como se não bastasse, ainda sofreu tentativa de esfaqueamento, mas conseguiu desviar, sendo atingindo de raspão. Também surgiu  um morador, que teve seu automóvel danificado pelo autor (vidros quebrado). Um quarto reclamante, disse que levou uma garrafada e foi encaminhado pela ambulância do Samu até o hospital municipal com um corte profundo na altura da orelha. Este revelou, mais tarde, que o acusado estava em cima de sua moto, tentando funciona-la, mas quando interviu, o indivíduo desceu, foi até o gramado, pegou uma garrafa e atirou contra ele, provocando o ferimento. Na mesma ocorrência, foram identificadas duas pessoas que tentaram resgatar o detido. Tudo foi encaminhado a Delegacia, para as devidas providência, inclusive outras vítimas iriam procurar diretamente a Polícia Civil. Posteriormente uma policial feminina, foi conduzido ao Hospital e Maternidade, para ser medicada, por conta de uma forte pancada na cabeça e um chute na região abdômen. Como ela foi agredido pelas costas, não conseguiu identificar o agressor. O outro policial, que estava com ela, no início da ocorrência, também foi agredido. Nossa reportagem tentou saber da 6ª Companhia, como estavam, no dia seguinte, os militares, que foram covardemente agredidos, mas ninguém soube dar notícias dos soldados.   Na delegacia, não conseguimos apurar qual era o contato com a defesa de Rian, apenas recebemos mensagem de uma pessoa, dizendo-se seu familiar e que em breve ele vai esclarecer o fato e encaminhar sua defesa para a nossa reportagem. Também negou que ele seja autor de tentativa de roubo, roubo, desacatou ou lesão corporal. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA