26/01/2020

ARAPUÃ - Pai explica porque se negou a entregar filha a ex-mulher

A confusão começou quando a mãe foi buscar a filha na casa do ex-marido, alegando que tem a guarda e ele não quis entregar. O homem alega maus tratos a criança 
          No município de Arapuã, a Polícia Militar e o Conselho Tutelar foram acionados para tentar resolver um impasse envolvendo a guarda de uma criança de 06 anos. Noticiamos o fato no dia 24 de janeiro, de 2020,  onde o Boletim da PM, relatou que os policiais foram solicitados pela  mãe da criança, a qual alega possuir  um termo de compromisso de guarda unilateral, sem prazo determinado, com a data de 20/04/2019, da comarca de Londrina,  fórum regional de Cambé. Mas que no período de férias, tem deixado a criança com o pai, que é seu ex-convivente. No dia 24 de janeiro, ela foi pegar a criança para leva-la embora, momento em que houve a negativa do ex-marido, o qual afirmou que sua filha vem sendo mal cuidada.   Logo após a publicação,  familiares do pai da criança, enviaram para nossa reportagem informações sobre o ocorrido. Eles criticaram a reportagem, alegando que ela deveria ter ouvido melhor, as duas partes, antes de fazer a divulgação.  Também informaram que o pai tem três filhos com a ex-mulher, sendo que os dois meninos, ele já conseguiu a guarda, e a menina, que fica em poder dela, também busca na justiça, o direito de cria-la, pois tem percebido a condição de maus tratos, inclusive, enviou várias fotos da criança, com lesões pelo corpo, aparentemente, provocadas por supostas agressões. Recebemos ainda a laudo de uma dentista, onde a criança foi levada, em que ficou constatado a necessidade urgente de tratamento e higiene bucal.   O homem também afirma que a ex-mulher tem trocado de amásios e endereços com uma certa frequência, o que o tem preocupado quanto a segurança e quanto ao futuro de sua filha.   Por fim, enviou ao Blog do Berimbau, uma boletim que relata sua preocupação e, por isso, já havia procurado o Conselho Tutelar em data anterior. Veja o conteúdo do documento: "No dia treze de janeiro de dois mil e vinte, veio até o conselho tutelar, o pai da criança, para relatar que no dia vinte e quatro de dezembro, de 2019, sua ex esposa trouxe a filha até a rodoviária de Ivaiporã e entregou para sua atual esposa, juntamente com algumas peças de roupas, certidão de nascimento, cartão sus e carteira de vacinação, dizendo que estava indo para Minas Gerais e que, quando  se estruturasse, voltaria buscar a menina. Muito preocupado com o futuro de sua filha, o pediu a guarda da criança, pois  a mãe sempre vem mudando de companheiro e diz que foram vários ultimamente. Segundo ele, sempre acompanhou o sofrimento de sua filha, sem tratamento dentário, que estava com os dentes muito mal cuidados, e quando recebeu ela , da última vez , soube também de comentários que sua filha vinha sofrendo agressões, até mesmo no banheiro, ainda nua e embaixo do chuveiro.  Devido a mudança constante de endereço, o que  atrapalha o desenvolvimento escolar e psicológico, acredita que seja mais um motivo para  pedir a guarda. Sou agricultor vivo sossegado no cultivo de soja e trigo e juntamente, casado legalmente, com minha atual esposa,  que me dá total apoio na criação de minha filha, pois já se afeiçoou a ela tem muito carinho e amor como se fosse dela" , diz parte do boletim registrado, revelando inclusive que o Conselho Tutelar tem feito sua parte e atuado de forma eficiente e competente no caso. Nossa reportagem deu publicidade aos fatos, após ser procurado por ambas as partes, mas não citamos nomes e nem outros detalhes, para evitar a exposição da menor.   Quanto a não procurar as partes para ouvi-las melhor, antes da publicação, o Blog do Berimbau esclarece que o boletim da Polícia Militar não citou nomes e nem detalhes para que pudêssemos identificar e procurar os envolvidos neste desacordo. No mais, estamos a disposição para qualquer outro esclarecimento. Também recebemos fotos da criança, que revelam o suposto maus tratos, mas como são imagens de uma menor, mesmo que não apareça a face, decidimos não publicar  respeitando a privacidade que requer este caso.    

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA