06/01/2020

DENÚNCIA - Mulher vem a Jardim Alegre denunciar que foi abusada

                               EXCLUSIVO                           
Andrieli dos Santos falou ao Blog do Berimbau e disse que vivia angustiada com o segredo, por isso, resolveu  denunciar e desabafar. Também afirmou que outra menor foi abusada. Ele pede a solidariedade de um advogado que possa ajuda-la  
Atrás de um lindo sorriso, ela diz guardar um trauma de infância. Hoje confia em Deus e na Justiça. Ouça entrevista da jovem no link de vídeo  
      Uma jovem mulher, de nome Andrieli dos Santos, que reside na região de Curitiba, em São José dos Pinhais, utilizou o Facebook para fazer uma acusação gravíssima e, ao mesmo tempo, contar um segredo constrangedor, que pertencia somente a ela. A moça relata que, aos 09 anos, foi abusada sexualmente por um homem, na cidade de Jardim Alegre, e que, esse mesmo acusado, teria também cometido o crime contra uma outra adolescente. Na entrevista, ela afirma que fez uma viagem para a referida Jardim Alegre, com a família, e foi nesta época que sofreu o suposto abuso (Aos nove anos de idade), mas que manteve o segredo até 2019, ou seja, 16 anos depois, quando criou coragem de contar a sua família e revelar tudo o que havia ocorrido. Após tomar a decisão, fez uma viagem, de volta, a Jardim Alegre, e foi quando descobriu que o abusador já havia praticado o crime contra, pelo menos, mais uma vítima: "Viajei para fazer a denúncia, tive o desprazer de esbarrar com o abusador e dentro das minhas andanças e especuladas por lá, descobri que uma menina, até então menor de idade, 17 anos, também foi abusada por 3 anos pelo mesmo indivíduo, entre os 06 e os 10 anos. A polícia local me pediu foto dele e para contar a história. Logo me disseram que eu não teria mais tempo para denunciar, pois o crime havia prescrevido, mas eu já fui viajar sabendo que eu podia sim fazer essa denúncia", diz trecho do desabafo. "Como não consegui fazer a denúncia em Jardim Alegre e Ivaiporã, voltei para Curitiba e procurei o Núcleo de Proteção a Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), que foi o único lugar que aceitou minha denúncia. Fui obrigada a fazer exames e todos os procedimentos. A outra menina, que também passou por isso, fez exames e também denunciou, por coincidência, ela vive em Curitiba e estamos passando pela mesa psicologa. A partir de agora, nosso maior sonho é ver ele preso para que outras não passem pelo que sofremos. Minhas noites passaram a ser as mais longas", relata Andrieli. Para visualizar a denúncia na íntegra - Clique Aqui e acesso o Facebook de Andrieli. No link de vídeo, ouça a entrevista e saiba mais detalhes. ATENÇÃO - Após a reportagem, divulgada pelo Blog do Berimbau e Rádio Nova Era, uma moça, que atualmente reside em Ivaiporã, fez contato com a Andrieli, dizendo que também foi abusada pelo mesmo homem. Andrieli a convence para que também faça a denúncia. RESPOSTA - A vítima não revelou o nome do acusado, por isso, não conseguimos ouvi-lo antes de publicar esta reportagem. Na delegacia de Ivaiporã, a informação é de que o homem foi intimado, já compareceu na DP, mas negou veementemente que tenha cometido os dois abusos sexuais. A Polícia Civil elaborou o inquérito e já está com o poder judiciário. Quando elaboramos a reportagem, uma pessoa, se dizendo da defesa do senhor apontado como autor, afirmou que ele vai provar inocência e que, ao final do processo, vai usar seu direito de resposta. ESTAMOS DE OLHO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA