quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

SALÁRIO - Governo anuncia salário mínimo a R$ 1.045 a partir de fevereiro

          O presidente Jair Bolsonaro decidiu aumentar uma segunda vez o salário mínimo de 2020 para repor integralmente as perdas com a inflação do ano passado. Na terça-feira (14 de janeiro, de 2020) pela manhã, na saída do Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro disse que conversaria com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para acertar o novo valor do salário mínimo. Depois de uma reunião no Palácio do Planalto e de uma outra conversa no Ministério da Economia, Bolsonaro anunciou que vai mandar uma nova medida provisória ao Congresso com mais R$ 6 de reajuste no salário mínimo: “nós tivemos uma inflação atípica em dezembro, não esperávamos que fosse tão alta assim, em virtude basicamente da carne, e tínhamos que fazer com que o valor do salário mínimo fosse mantido. Então, ele passa, via medida provisória, de R$ 1.039 para R$ 1.045 a partir de 1º de fevereiro”. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor, INPC, referência para o reajuste do salário mínimo, ficou em 4,48%, acima dos 4,1% que o governo levou em conta para reajustar o mínimo há 15 dias. Assim, o salário-mínimo, que havia sido reajustado de R$ 998 para R$ 1.039, passou para R$ 1.045. O ministro da Economia disse que esse aumento vai custar R$ 2,3 bilhões aos cofres públicos, porque ele tem impacto direto sobre os benefícios da Previdência, que são calculados de acordo com o valor do salário mínimo. Mas Paulo Guedes informou que não será preciso remanejar dinheiro de uma outra área do orçamento porque o governo conta com uma arrecadação extra para 2020. (Jornal Nacional) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA