29/05/2020

CRUZMALTINA - Conselheira aparece injustamente em Lista do TCE

           Uma Conselheira Tutelar, de Cruzmaltina, de nome Jaqueline de Cassia de Abreu Santos, foi citada injustamente na lista do TCE, entregue as prefeituras, que aponta recebimento irregular do Auxílio Emergencial do Governo Federal. Conforme divulgamos, após um levantamento realizado, pelo Tribunal, em conjunto com a Controladoria-Geral da União, o órgão apontou que 10.648 servidores, de 388 prefeituras do Paraná, podem ter recebido, indevidamente, o auxílio emergencial, em decorrência da pandemia da Covid-19. Por conta desta informação, algumas pessoas reclamaram que a informação não procede. No caso da Conselheira de Cruzmaltina, ficou provado que ela pediu a baixa do Cadastro Único da Assistência Social, assim que assumiu o cargo público, mas mesmo assim os valores caíram em sua conta. Veja a nota publicada pela citada. "Meu nome é Jaqueline de Cassia de Abreu Santos, sou conselheira tutelar de Cruzmaltina e meu nome ainda está ativo no cadastro único, por isso, caiu para mim o auxílio emergencial. Eu não fiz cadastro; o dinheiro veio automaticamente, mas os valores continuam na conta do mesmo jeito, porque não saquei. Outro detalhe, comuniquei a pessoa responsável pelo Cadunico do município e ela já havia me orientado a não mexer no dinheiro, porque haveria o cruzamento de dados e era provável que teria que haver devolução. Ao contrário do que muitos falam, que fizemos fraude, eu não fiz fraude nenhuma e nem pedi esse dinheiro", disse ela. Segundo o TCE, isso também pode ter ocorrido com outros citados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA