02/09/2020

AMBIENTAL - Destruição de floresta em Apucarana e aves em Cativeiro em Arapongas

APUCARANA - Em Apucarana, o 3º Pelotão da Polícia Militar Ambiental, registrou danos em floresta de preservação permanente, soldados Murilo e Brito. Houve denúncia, que o proprietário de um sítio estava realizando a destruição da vegetação nativa em área de bioma da mata atlântica, área de preservação permanente e além de estar destruindo outras vegetações nativas fora de reserva legal, para aumentar o plantio. Os policiais realizaram vistoria e comprovaram as situações. Foram lavrados autos de infração, por destruir floresta em estágio médio de regeneração do bioma da mata atlântica, por ter afetado um área total correspondente a 0,31 hectares; destruir vegetação nativa em área de preservação permanente afetando uma área total correspondente a 0,41 hectares, além de desmatar, com corte raso, demais formações nativas fora de reserva legal e APP, numa área total correspondente a 0,13 hectares. A madeira, que estava extraída, 12m³, foi deixada no local, com o acusado, até que as demais providências sejam tomadas. ARAPONGAS - Em Arapongas, o 1º Pelotão de Londrina, esteve em um casa, onde foi lavrado um auto de infração, de 24 mil reais, por acusação de manter cativeiro de aves silvestres em desacordo com a licença fornecida pelos órgãos competentes. O local, pertence a um criador, autorizado pelo órgão ambiental, mas que possuía diversas aves em desacordo com a licença obtida. Foram encontrados 38 pássaros irregulares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA