11/09/2020

DEPRESSÃO - A psicóloga Érica Fróes fala da depressão e do suicídio

Por conta do "Setembro Amarelo", que previne o suicídio, ela comentou sobre a depressão e como buscar ajuda 
        A psicóloga Érica Queiroz Fróes Canello, de Borrazópolis, servidora pública, falou, ao vivo, a Rádio Nova Era e também numa Live para o Blog do Berimbau, neste dia 11 de setembro, de 2020. A pauta da entrevista foi o "Setembro Amarelo", que debate questões relacionadas a valorização da vida e prevenção do suicídio. Dados oficiais revelam que a cada 40 minutos, uma pessoa dá cabo à própria vida no Brasil. Segundo o Ministério da Saúde, apenas em 2019 foram 13.105 óbitos causados por lesões autoprovocadas intencionalmente em todo o país, número 2,9% superior ao verificado no ano anterior. Só no Paraná, estado que representa 5,4% da população brasileira, registrou-se 7,1% dos suicídios (925 mortes), o que dá uma média de cinco registros a cada dois dias. Por isso, neste ano de 2020, o Ministério da Saúde lançou as Ações de Educação em Saúde em Defesa da Vida, uma série de atividades educativas, itinerantes e on-line que contemplam a realização de quatro ciclos de promoção e prevenção em saúde. Érica começou sua fala, comentado sobre a depressão. Segundo ela, de acordo com OMS - Organização Mundial de Saúde, a depressão situa-se em 4º lugar nas principais causas de morte no mundo. Sua origem pode estar ligada a genética, bioquímica cerebral e eventos estressantes (Os problemas). Por isso, todos devem procurar o médico se sentir-se, num período de 06 meses ininterruptos, alguns sintomas, como: tristeza com ou sem choro; sentimento de culpa; apatia, ou seja, falta de sentimento; falta de energia; cansaço; lentidão do pensamento; falta de concentração e de memória; falta ou excesso de sono; redução no interesse sexual; aumento ou diminuição do apetite e dor no peito. Para buscar ajuda, o correto é conversar com alguém de confiança e depois procurar atendimento nas UBSs- Unidades Básicas de Saúdes; CRAS- Centros de Referências de Assistências Social e CREAS - Centros  Especializados de Referência de Assistência Social e CREAS ou demais órgãos de saúde. Assista a live e saibam mais. PROJETO - Erica e o repórter Ronaldo Alves Senes, o "Berimbau", estão juntos num projeto que visa divulgar artigos de valorização a vida e incentivar pessoas a buscar ajuda.

Um comentário:

  1. As UBS (Unidades Básicas de Saúde) não estão estruturadas com Profissionais para atender a demanda!

    ResponderExcluir

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA