18/09/2020

IVAIPORÃ - Mulher acusada de vender droga pelo Whatsapp é presa

A ROTAM  efetuou a prisão e informou que a acusada confessou que vendia droga por aplicativo e recebia com uma máquina de cartão
  
        Uma mulher, de nome Vaneusa,  que já era alvo de várias denúncias de Tráfico, foi detida pela equipe ROTAM, na tarde de 17 de setembro, de 2020, às  17:50 horas, na Rua Juarez Cleve. A ocorrência começou na Avenida Estevão Marciano dos Santos, onde ela iniciou fuga com um Fiat Palio branco, carro que dirigia e estava com dois passageiros. Ao parar na referida Rua Juarez Cleve, desceu e entrou correndo no interior da residência, onde dispensou um invólucro branco com 5,8 gramas de cocaína sobre o sofá, momento em que foi contida e identificada. Os outros dois envolvidos, em busca pessoal, nada de ilícito foi localizado. A mulher tinha uma bolsa com documentos, a quantia de R$ 196,00 em células diversas, R$2,80 em moedas, uma máquina de cartão de crédito 'mercado pago", assim como uma folha de caderno com anotações referente ao tráfico de drogas. Foram questionados os envolvidos a respeito dos fatos, sendo que a acusada disse para a equipe que a droga não era de sua propriedade, que apenas estava levando para os indivíduos, porém ao ser questionados, os masculinos, negaram e disseram que a droga pertencia a referida mulher e que apenas pegaram uma carona até as proximidades do Bairro Monte Castelo. A presa disse também que a casa, onde entrou correndo, pertence a sua avó, e que ela não tem nada a ver com a situação. A ROTAM foi até a casa da detida, mas o portão e todas as portas da residência estavam trancados, por isso, não foi possível fazer a varredura. Consta no boletim, que ao chegar a delegacia, a suspeita confessou que traficava em associação com um casal, já conhecido por denúncia de tráfico. Também que vendia entorpecentes pelo aplicativo Whatsapp e que, inclusive, quando o cliente necessitava, ela entregava e passava o cartão em sua máquina. O celular dela foi apreendido para procedimentos de polícia judiciária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA