06/10/2020

ARIRANHA DO IVAÍ - POLÊMICA NA PREFEITURA

Prefeito Carlos Bandiera, que assumiu mandato após cassação de Augusto Cicatto, disse que falhas do ex-gestor resultaram em um ação civil pública e o prejuízo, para os cofres públicos, pode chegar a 100 mil  
O prefeito Carlos Bandiera de Matos (Carlão), de Ariranha do Ivaí, que foi eleito vice, em 2016, mais assumiu o comando da prefeitura, quando o titular, prefeito Augusto Cicatto, foi cassado pela Câmara Municipal - clique aqui - para rever a cassação, foi o entrevistado, por Sérgio Oliveira, da Rádio Nova Era e Blog do Berimbau. Segundo Bandiera, já existe uma ação civil pública, do Ministério Público, contra o município, por conta das  omissões do ex-gestor.
"Ele não fez nada nos 3,7 anos em relação ao meio ambiente e a política de recursos hídricos. Há um programa, de 40 anos, mais precisamente,  de 2016 a 2046, em curso e o então prefeito precisava dar continuidade, ou seja, executar a etapa que cabia a ele. Mas a única atitude que tomou, foi enrolar o MP com pedidos de prazo e não cumprindo de suas obrigações. Por conta disso, o município está sendo penalizado com mil reais ao dia, de multa, até chegar ao valor de 100 mil para a prefeitura e para o gestor", disse Carlão. Também afirmou que, juntamente com a assessoria jurídica, está tentando reverter a multa para o CPF do ex-prefeito, porque o município não pode pagar o preço de algo que não foi cumprido por omissão de quem estava no poder. Mesmo herdando o município em um período de crise e pandemia, o prefeito, disse que, em pouco mais de 40 dias, foi possível finalizar o cascalho total da estrada do Rio 19, que já estava levantada; também cascalhar a estrada do Manda Brasa; melhorias na Estrada do Cascalho e realizar outras obras na zona rural. O atual administrador,   afirmou que o ex-prefeito havia assinado acordo com os prefeitos de Arapuã e Ivaiporã, para que a Patrulha de Maquinários (Consórcio Intermunicipal) fosse embora no dia 15 de agosto, mas conseguiu  reverter e ela ficou mais alguns dias no município, sendo possível finalizar várias melhorias. Finalização do recape das principais ruas do Ariranha e também a Cobertura da garagem, para a transferência do Almoxarifado para mais perto da prefeitura. O prefeito também falou sobre a obra de pedras irregulares na Estrada do Alecrim. Disse que, quando assumiu o município, a empresa do conhecido "Liboro", estava iniciando a pavimentação, mas ao analisar documentos, percebeu que a documentação estava irregular e o contrato vencido,  por isso, se a  empresa continua, não  seria  possível fazer o pagamento. A obra foi suspensa, as burocracias foram vencidas e a pedra irregular está sendo retomada.  "Eu não sei o que o pessoal do ex-prefeito estava fazendo aqui, deixando tudo tão desorganizado.  Estamos com menos de dois meses, já organizamos a casa e vamos seguir até o final do mandato. Não podemos fazer muito, pelas condições que herdamos, mas  buscaremos o possível e o impossível para  que possamos avançar cada vez mais", finalizou Carlos Bandiera.  Procurado pela reportagem, Cicatto disse que nas próximas 24 horas deve falar ao Blog do Berimbau. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA