06/11/2020

FAXINAL - 14 presas da cadeia são transferidas para Apucarana e Londrina

O delegado Dr. Ricardo Mendes informou que as remoções fazem parte da ordem que consta no decreto do Governo que está transferindo os presídios para responsabilidade exclusiva do DEPEN 
Dr. Ricardo Mendes 
    O Delegado Ricardo Augusto de Oliveira Mendes, confirmou, neste dia 06 de novembro, de 2020, a transferência de 14 presas femininas. Elas foram removidas para Londrina e Apucarana. O delegado disse que as referidas transferências, fazem parte do novo contexto em que o DEPEN - Departamento Penitenciário do Paraná, assumirá as cadeias públicas e presídios.  "Haverá cadeias femininas e cadeias apenas com presos masculinos, o que é parte de uma organização dos presídio.  Para a Polícia Civil era um sonho, porque, em Faxinal, por exemplo, 70% do nosso tempo, fica entorno do cuidado com os presos e, a partir de agora, vamos poder nos dedicar única e exclusivamente nas investigações, prisões e combate aos crimes", disse Dr. Ricardo.  
Conforme já anunciado pelo Blog do Berimbau e Rádio Nova Era, as gestões da Secretaria da Segurança Pública do Paraná junto ao Governo do Estado, colaboraram para que fosse dado mais um passo para o encerramento definitivo da custódia de presos em delegacias. O governador Carlos Massa Ratinho Junior assinou o decreto que autoriza a transferência de gestão de carceragens temporárias das delegacias para o Departamento Penitenciário e o fechamento definitivo das carceragens de 15 municípios. As transferências envolvem cerca de 3,3 mil detentos. Eles ficarão sob responsabilidade plena do Departamento Penitenciário e os policiais civis lotados nessas unidades poderão se dedicar integralmente ao trabalho de investigação e atendimento à população. O Depen já havia assumido 37 unidades no final de 2018. Com o novo decreto, 78 carceragens e 9,4 mil presos que estavam sob custódia da Polícia Civil agora estão sob gestão do sistema penitenciário.  Clique aqui e leia matéria completa sobre o decreto do governo.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA