16/07/2021

Com escritório acadêmico auxiliará municípios pequenos em projetos

O Governo do Estado vai estruturar um escritório de projetos executivos de Engenharia e Arquitetura para atender prefeituras municipais do norte do Paraná. Denominado Projetek, o novo espaço será instalado na Universidade Estadual de Londrina (UEL) e deve atender demandas de empreendimentos públicos de cidades com menos de 30 mil habitantes e que não dispõem de setores de projetos. A iniciativa é resultado de uma parceria entre a Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), o Paranacidade – serviço social autônomo vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedu) – e a Associação de Municípios do Médio Paranapanema (Amepar). Para estruturar o escritório de projetos serão aplicados recursos financeiros da ordem de R$ 662,9 mil, sendo R$ 151,4 mil para investimentos (infraestrutura predial, mobiliários, equipamentos e softwares) e R$ 511,5 mil para despesas de custeio, como bolsas de auxílio. Desse montante, R$ 630,4 mil são oriundos do Fundo Paraná, confirmados em evento que contou com a participação do governador Carlos Massa Ratinho Junior. O valor restante, R$ 32,4 mil, será aportado como contrapartida pela Amepar. “A carência de projetos executivos dificulta a captação de recursos nas instâncias governamentais e o acesso a fontes de crédito nas instituições bancárias, para o financiamento de construção de empreendimentos públicos”, afirma o superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, Aldo Nelson Bona. Ele explica que, muitas vezes, para viabilizar as licitações em pequenas cidades, os gestores públicos dispõem somente de projetos básicos com estimativas de preços, sem a precisão de elementos que definem os complexos de obras e serviços específicos dos empreendimentos. “Além de gerar aditivos contratuais e atrasos nos prazos de execução e cronogramas de construção, essa prática pode impactar a qualidade e o resultado dos equipamentos públicos entregues aos cidadãos”, aponta o superintendente. O portfólio de serviços do novo escritório vai contemplar projetos arquitetônicos, estruturais, elétricos, hidrossanitários e de prevenção contra incêndio e pânico para os mais diversos tipos de empreendimentos públicos, tais como: creches, escolas, postos de saúde, entre outras edificações. Ao todo, serão beneficiados 17 municípios da jurisdição da Amepar: Alvorada do Sul, Bela Vista do Paraíso, Cafeara, Centenário do Sul, Florestópolis, Guaraci, Jaguapitã, Jataizinho, Lupionópolis, Miraselva, Pitangueiras, Porecatu, Prado Ferreira, Primeiro de Maio, Sabáudia, Sertanópolis e Tamarana. O início do atendimento aos gestores públicos está previsto para o primeiro semestre de 2022. Clique Aqui para ler mais na AEN. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA