Páginas







 


03/07/2021

GUARETÁ - Uma das mais antigas localidades do Norte do Paraná

                              HOMENAGEM                          
Em Lunardelli, o nobre Distrito do Guaretá, completou 80 anos (1941 - 2021). Veja resgate histórico do Bairro Rural
Com a colaboração de Eliane Trindade, que se baseou em registros de publicação de diário oficial, revisitas, jornais, livros, entrevistas com moradores e fotos fornecidas pela comunidade,  estamos prestando esta homenagem ao Distrito do Guaretá, um  resgate histórico de uma das localidades mais antigas da Região Norte do Paraná, situada no município de Lunardelli,  que surgiu em 1941, através do interventor, o senhor Manoel Ribas, responsável por demarcar alguns pontos centrais no Estado, para colonização, entre eles: Guarapuava, Maringá, Apucarana e Guaretá do Sul, que começou a ser desbravado pelo fundador Antonio Cales Batista, sendo  que o referido Bairro era subordinado a  Guarapuava, em 1941; depois subordinado a Pitanga, em 1951 (Lei 790 de 04/11/1951); Manoel Ribas em 1955 (Lei 2398 de 06/07/1955); Ivaiporã em 1960 (Lei 4245 de 25/07/1960); São João do Ivaí em 1964 (Lei 4859 de 28/04/1964) e, por fim, à Lunardelli em 1967.  PIONEIROS - Entre os primeiros moradores estavam: Antonio Cales Batista - 1º morador; Adelico Bueno – 2º morador;  Julio Emarenciano - 3º morador; Ervino Ferreira; Juarez Cleve; Claro de Lima (Nhô Claro); João Fernandes; Dr. Lauro Cordeiro; Manoel Antonio Pereira; Dona Inasmêndia Coelho; Antônio Vitor da Silva; Armando Momente e Lazaro Soares (S. Lazinho). COMÉRCIOS - Também conseguimos uma lista de estabelecimentos comerciais, que a localidade já possuiu, sendo o principal núcleo habitacional e principal ponto comercial da região. Lá havia:  Escolas; Cartório de Registro Civil do Cassemiro Pázio e depois Odilon Carvalho; Venda de Secos e Molhados: Casa Paraná; Delegacia (com cadeia); Açougue;  Sorveteria (Família Darú); Farmácia; Dentista; Serraria (Família Brosso); Olaria (Fábrica de tijolos nos anos 60, senhor Izidoro Miscalo e seus pais Gregório e Anna Miscalo;  Pensão; Restaurante; três hotéis  da senhora Adelaide Ferreira da Silva; do Antonio Soares e ainda dos senhores Toniel e Sebastião Messias;  Cemitério; Rádio; Cinema; Clube de Dança e tinha até Carnaval em que as família iam com as crianças;  Aeroporto, que era chamado de Campo de Aviação e usado por fazendeiros e políticos;  Imobiliária Guaretá Limitada; Cerealista  Guaretá (Armazém do  Sergio Ferreira);  Posto de Serviço Telefônico (PS. 3 de Guaretá);  Posto de combustíveis;  Casa  de entretenimento masculino, popularmente chamado de  “Pica Fumo”.  Por  ser região nova, os primeiros acessos foram a pé, a cavalo, carroças, tratores, Jeep e  até helicóptero e pequenos aviões utilizados por fazendeiros e políticos. Entre as curiosidade, a nossa escritora Eliane  Trindade selecionou: 1ª capela, que era no alto do morro, mas ainda durante construção, um vendaval a derrubou, então a família Brosso doou madeira para construir a 1ª Igreja, em 1962 (São Pedro) no local onde é hoje. FAMÍLIA PIONEIRAS -  Dentre as família pioneiras sitamos algumas: -Heitor Manosso Darú - Comerciante, fazendeiro, eleito suplente de deputado em 1947, vereador presidente da câmara de Pitanga em 1951.  João Moraes (Janguinho) safrista, suinocultor, dono da 1ª pensão, Bar e Mercearia Casa Paraná 1957.  Jeronimo Brosso – Serraria Brosso em 1958.  Odilon Carvalho (Contador, Juiz de Paz, Comerciante dono da Casa Carvalho, e cartorário em 1963. Izidoro Miscalo - Foi proprietário da Olaria (fabrica de tijolos) nos anos 60.   Oales Ribeiro – Delegado de Polícia Civil em 1964. FAMÍLIAS EX E/OU ATUAIS  MORADORES:   Grando, Coutinho, Ribeiro, Fitz, Cardoso, Arvani, Sorati, Ferreira, Custódio, Santos, Oliveira, Silva, Bibo, Paes, Souza, Nascimento, Carvalho, Lino, Rinaldi, Vieira, Tofoli, Messias, Kurudz, Rocha, Trindade, Bonifacio, Godoi, Nunes, Alves, Alves, Daniel, Pontes, Góes, Pafume, Cotrin, Soares, Marim, Gomes, Borges, Santana, Lima, Paula, Wichert, Barbosa, Araújo, Pereira. OUTRAS INFORMAÇÕES -  1ª Professora, senhora Iracélia e alunos (filha do Governador do Rio Grande do Sul, Borges de Medeiros); Guaretá chegou a ter aproximadamente  1.000 (um mil) habitantes. Guaretá foi conhecido pelas grandiosas festas religiosas e juninas nas décadas de 80 e 90. Por ser dia do Padroeiro, 29 de junho, se comemorou os  80 anos, nessa data, em 2021, já que não se sabe o dia exato da criação em 1941. 



3 comentários:

  1. Meu nome é Ednei Bueno do Nascimento, Eng Agronomo, funcionario da Emater. Sou filho de Jardelino Bueno do Nascimento, popularmente conhecido com Delico Bueno. Foi o primeiro delegado de Sao Joao do Ivai, na decada de 50. o meu registro de nascimento é do Guareta e hoje está em Lunardeli. Gostaria de ter o contato com a Eliane Andrade, ja que o meu irmao Edsom Bueno do Nascimento escreveu um texto sobre a nossa familia que envove esta regiao.....

    ResponderExcluir
  2. Olá amigos sou o cantor Francy cantor e compositor sou da família Lino
    Ex moradores aí do guaretá somos filhos de guaretá

    ResponderExcluir

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA