04/07/2021

JANDAIA - Tráfico de drogas, disparo de arma e violência doméstica

TRÁFICO -
No dia 03 de julho, 13h20min, uma ocorrência de tráfico de drogas, foi registrada. Um menor, de 14 anos, e um jovem, de 19 anos, foram detidos, na Rua João Batista Mortean. A PM informou que uma mulher acionou os soldados dizendo que seu filho, de 14 anos, estava agressivo quebrando objetos no interior da residência. No local, em contato com ela, confirmou o fato. No interior da residência, na área de serviço, foram abordados, o menor e um jovem, os quais foram submetidos a busca pessoal, sendo encontrado no bolso de um deles, uma porção de substância análoga à maconha. Ele disse ter comprado do outro. Após autorização, a equipe entrou na residência e, no interior do quarto, em cima de uma cômoda, haviam mais duas porções da mesma droga acondicionadas no mesmo tipo de embalagem. O caso caracterizou tráfico de droga e foi levado a Polícia Civil. Os acusados negaram. TIROS - No dia 03 de julho, 23h54min, Rua Projetada F, a Central de Operações Policiais Militares (Copom) , foi informada de uma situação de disparos de arma de fogo. No referido endereço, as equipes RPA e ROTAM deslocaram e efetuaram buscas, inclusive, em meio a mata ciliar do córrego que margeia o conjunto Jardim Vilar II, porém sem êxito na localização do possível autor. Foi feito contato com o solicitante, que confirmou a presença de um indivíduo efetuando ao menos três disparos com arma de fogo em direção à mata, também foi observado um veículo fiat uno, estacionado e aberto nas proximidades, sem sinais que pudessem indicar algo ilícito. AGRESSÃO - No dia 03 de julho, 23h51min, um jovem, de 21 anos, foi detido na Rua Manoel Parra. A solicitante estava deitada em seu quarto, quando ouviu barulho de seu filho chegando em casa e discutindo com a sua esposa. Então a vítima se levantou e foi verificar o que estava ocorrendo e, ao perceber, que seu filho estava embriagado, pediu para que ele acalmasse, pois, já era tarde e todos precisavam dormir. O autor mandou ela não se intrometer e a xingou de corna, vagabunda, dizendo várias outras palavras de baixo calão. Depois começou a agredi-la com empurrões, e jogou sua mãe no chão, vindo a vítima a sofrer algumas escoriações e hematomas. A mulher pediu ajuda para seu genro. Com a chegada da PM, o filho foi preso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA