07/07/2021

ORTIGUEIRA - Família está sendo despejada por conta da Duplicação da 376

A polêmica acontece no km 333 da BR-376, na região do Bairro dos Franças, entre Ortigueira e Mauá da Serra   
   No município de Ortigueira, uma polêmica vem chamando atenção no Bairro dos Franças, que fica na divisa com o Município de Mauá da Serra. A família de Andreia e seu esposo Carlos Roberto Araújo (Robertão), estão, segundo eles, sendo enxotados da própria casa, por conta de uma obra da CCR Rodonorte, Concessionária, que administra o trecho da BR-376, na altura do Km 333, próximo ao Posto,  Lanchonete e Restaurante Deduch. O casal tem uma chácara de dois alqueires e, na propriedade, uma casa, que está construída no local, desde 1954.   "Com a duplicação, que está ocorrendo, o local onde está nossa residência, a empreiteira alega que passará a nova pista.  A primeira informação é que seríamos indenizados, para que pudêssemos construir a nossa nova residência, mas até agora não houve nenhuma proposta.  Não temos nenhuma garantia e, se hoje é dia 07 de julho, há cinco dias, a Rodonorte nos entregou uma notificação, dizendo que tínhamos que deixar nossa residência", disse Andreia. Segundo ela, após a notificação, foi feita uma contraproposta, até porque, em cinco dias, não se constrói outra casa para que possam morar.   Na referida data, 07 de julho,  de 2021, ela enviou várias fotos da Polícia Rodoviária Federal, que estava no local, e havia ameaça de uso de força, para que fosse feita a nova rede de energia da Copel, passando por sobre sua residência, o que, segundo ela, jamais deveria ocorrer. Os moradores pediram, no mínimo 120 dias, para que eles consigam fazer outra casa, na mesma propriedade, em um local afastada da pista, mas, a princípio, não houve acordo. Além do lar, no mesmo espaço Andreia e Roberto, mantém uma comércio, que é a fonte de renda da família.   "Estamos sem apoio, sem ninguém por nós, e nas mãos de pessoas poderosas, que chegam aqui e fazem o que querem", desabafou Andreia.   Ainda, em 07 de julho, ela disse que, após muita polêmica, a Polícia informou que estavam encontrando uma saída, para desviar a rede de energia, de sua casa. Nossa reportagem não conseguiu respostas da Concessionária Rodonorte, apenas, que todos os procedimentos são realizados de forma legal e obedecendo leis que regem este tipo de obra. 

4 comentários:

  1. Imaginem q situação essa familia está vi endo...misericordia, coloca a mão na consciência povo.Se coloquem no lugar deles, vcs ja pararam pra pensar se fosse com vcs?

    ResponderExcluir
  2. mais um massacre acontecendo pelo poder. E sem nenhuma indenização ou diálogo. Apenas querem e querem naquela hora. Mostra como funciona a CCR Rodonorte, não bastando o custo do pedágio, tem que tirar a casa das pessoas e não dar nem um real por isso.

    ResponderExcluir
  3. Isso serve de alerta para aqueles que mesmo sabendo da legislaçao atual, ainda edificam casas as margens das pistas de rolagem (area de dominio 27.5 mt)

    ResponderExcluir

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA