16/07/2021

POLÍTICA - Em plena pandemia congresso mais que dobra fundo eleitoral

Ao aprovar a LDO,  os parlamentares elevaram de R$ 2 bilhões para R$ 5,7 bilhões, as verbas destinadas ao financiamento eleitoral 
   O Congresso Nacional aprovou nesta quinta-feira (15) a Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2022. O projeto (PLN 3/2021) prevê um deficit de R$ 177,5 bilhões no ano que vem. Também projeta um salário mínimo de R$ 1.147, inflação de 3,5% e crescimento do PIB de 2,5%. Um dos pontos mais criticados é o que aumenta, de R$ 2 bilhões para R$ 5,7 bilhões, as verbas destinadas ao financiamento eleitoral em 2022. O substitutivo ao PLDO 2022 trouxe uma novidade que gerou polêmica no Congresso: ele cria uma fórmula para o cálculo do montante a ser repassado ao Fundo Especial de Financiamento de Campanha. O cálculo aumenta em cerca de R$ 3,27 bilhões o valor a ser repassado ao chamado Fundo Eleitoral. Na LDO de 2020, último ano eleitoral, não consta fórmula para cálculo dos recursos a serem transferidos para o fundo. O valor de R$ 2,03 bilhões foi definido internamente pela Comissão Mista de Orçamento e aprovado pelo Congresso. À época o governo havia proposto R$ 2,54 bilhões mas a repercussão foi bastante negativa e os parlamentares reduziram. Desta vez o relator definiu que o fundo deve receber a soma de 25% do valor das emendas de bancada dos dois últimos anos acrescida dos recursos já destinados pelo Tribunal Superior Eleitoral, o que deve dar R$ 5,3 bilhões, segundo os consultores. Mas o relator destacou que a definição do novo montante será feita na Lei Orçamentária Anual (LOA), que o Congresso vota no segundo semestre. Clique aqui para ler matéria completa sobre a LDO. 

2 comentários:

  1. Não foi para isso que elegemos esses deputados e senadores. Nas Campanhas eleitorais, eles prometeram austeridade e competéncia com o dinheiro público, assim eles não nos representa, assim eles estão trabalhando só para o bem deles e não do povo em geral. Basta, temos que ter força com o nosso voto e mudar isso, elegendo quem de verdade esta preocupado com o povo e não com o próprio bolso.

    ResponderExcluir
  2. A favor deles, Inquérito em segredo em segredo de justiça, Imunidade parlamentar, auxílios palito, Moradia, Comida, Correios, Viajem, Hotéis, Correios, Combustíveis,passagens aéreas, Veículos a disposição, direito a mais de 80 servidores públicos a disposição, duas férias por ano, 13º,14º e 15º salário, aposentadoria integral mesmo sem completar um mandato para o parlamentar e sua família, plano de saúde internacional para ele e sua família, não pagam INSS, não pagam Imposto de Renda, e4 muito mais... Afinal tem quem acham que eles nos representam ? ... Democaria para o povo e Aristocracia para os Paralamentares. Chega... Exigimos uma reforma política urgente...

    ResponderExcluir

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA