03/08/2021

FAXINAL - Sobrinho é acusado de matar o tio a facadas dentro de casa

Notícia atualizada com o nome do acusado e também com detalhes sobre o sepultamento, que a família decidiu realizar em Grandes Rios 
Após ouvir depoimento de  Gilson Rodrigues de Souza, o Delegado Dr. Ricardo Mendes, de Faxinal,  informou que ele negou ser o autor do assassinato do tio, apesar das evidências. A vítima foi  identificada como sendo: José Adílson Rodrigues, 63 anos.  "Lamentável o que ocorreu, José era um homem bom. A família decidiu  sepultar o corpo em Ribeirão Bonito, distrito de Grandes Rios, e, por coincidência, o coveiro é cunhado da vítima e pai do acusado de matar. Ele que ficou incumbido de sepultar o corpo. Neste momento pedimos apenas justiça", disse um amigo da pessoa assassinada.  SOBRE O CRIME -  No final da manhã, deste dia 02 de agosto, de 2021, a Polícia Militar foi acionada para registrar um assassinato no Bairro Jardim Mãe da Unidade, perímetro urbano de Faxinal, mais precisamente na Rua Ana Neri. Em seu boletim, o Destacamento local, informou que, primeiramente, foi acionado o SAMU - Serviço de Atendimento Móvel  e também um agente funerário. Quem fez o acionamento, foi Gilson Rodrigues de Souza, de 36 anos, sobrinho do morador, alegando que precisava fazer o velório do Tio.  Os agentes socorristas, relataram que o homem estava sem sinais vitais  e com  perfurações causadas por um objeto pontiagudo em seu abdômen e também nas mãos.  Logo que o fato foi constatado, o suspeito ficou nervoso e passou a entrar em contradição.   Em alguns cômodos, também havia manchas de sangue. Tão logo a PM chegou, notou a evidência do crime, sendo Gilson, conhecido no meio policial por uso de droga (crack) e furto.  Com a chegada da Polícia Científica, apurou-se que o acusado usava pelo menos três calças, por isso, foi solicitado que ele tirasse alguns, sendo que, as duas calças abaixo da primeira, tinham manchas de sangue.  Em seu quarto, havia uma  faca de cozinha, também com  indícios de sangue, que pode ser a arma branca usada no crime. Moradores do Bairro, de forma anônima, disseram para a Polícia, que José Adílson havia exibido, para outras pessoas, imagens relacionadas a um furto, ocorrido no município de Arapongas, inclusive, para as autoridades de Arapongas, ele reconheceu o autor, como sendo exatamente o seu sobrinho. Já o Delegado, Dr. Ricardo Mendes, de Faxinal, afirmou a nossa reportagem, que havia boletins de José contra o sobrinho, o apontado como autor de furtos também contra ele e agressões.  Diante das evidências, que o parente havia matado o tio, o indivíduo foi preso e levado para a delegacia de Faxinal. Ele nega o assassinato.   No link de vídeo, ouça a fala do delegado.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA