12/10/2021

FLAGRANTE - Hilux de Ivaiporã transportando animais silvestres abatidos

                   MAIS DETALHES                    
Motorista do veículo manteve contato com a nossa reportagem e fez os devidos esclarecimentos, dizendo que não cometeu crime ambiental 
No dia 10 de outubro, de 2021, publicamos matéria, em que um morador de Ivaiporã, diante de um suposto flagrante de crime ambiental, registrou um boletim de ocorrências e acionou a Polícia Militar. João Batista de Oliveira, autor das imagens, disse que estava passando por Jardim Alegre, rodovia PR-466, quando percebeu que uma Caminhonete, a princípio uma Hilux, ano 2016, prata, com placas de Ivaiporã, trafegando sem a tampa traseira aberta e, em cima da carroceria, um animal silvestre abatido. João, com apoio de um sobrinho, passou a filmar a Hilux. "Eu creio que ele percebeu e entrou na cidade de Jardim Alegre, mas eu fui o seguindo, por diversas ruas. Avisei a Polícia, mas mesmo assim, ele não foi localizado", informou o denunciante. Pela filmagem, a placa foi identificada, como sendo o veículo e o proprietário, morador de Ivaiporã. O caso seria levado a Polícia Civil e também denunciado no Pelotão da Polícia Militar Ambiental, em Apucarana. Veja o relato do Destacamento de Jardim Alegre: "A equipe recebeu uma denúncia de um veículo Toyota Hilux, cor prata, cujo condutor masculino, residente na cidade de Ivaiporã, transportava dois animais silvestres (Quatis), mortos na carroceria. Ele conseguiu gravar imagens de vídeo, uma vez que a camionete estava sem a tampa traseira. Segundo informações o veículo adentrou a cidade de Jardim Alegre e parou em uma residência. A equipe realizou patrulhamento pelas imediações, porém, o autor não foi encontrado", informou o boletim.  ESCLARECIMENTOS - O motorista fez contato com a nossa reportagem. Ele negou crime ambiental, afirmando que tem uma propriedade localizada em Lunardelli, sendo que, quando retornava para Ivaiporã, local onde reside, deparou com alguns Quatis na via e foi inevitável o atropelamento. Após o fato, os colocou sobre a carroceria e foi até Jardim Alegre, onde procurou um veterinário, mas os animais morreram. Ele negou que tenha atirado ou caçado os Quatis e que também, vai prestar os devidos esclarecimentos as autoridades, caso seja necessário. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA