17/12/2021

ESTELIONATOS - Mauá da Serra, Cambira e Apucarana com golpes aplicados

Mauá da Serra aplicaram o golpe do vendedor de filtros. Cambira golpe da compra e do perfil falso de whatsapp. Já na cidade Apucarana, moradora teve cartão usado indevidamente 
MAUÁ - Em Mauá das Serra, no dia 16 de dezembro, na Rua Catarina Aires da Silva, uma pessoa, de 64 anos, disse que, no dia 11 de dezembro, por volta das 11 horas, recebeu visita de um funcionário de empresa de purificadores, localizada em Londrina na Av. Inglaterra. Ele disse a mulher, que precisava trocar o bebedouro dela pelo motivo de estar velho e que iria colocar um bebedouro novo. A vítima não aceitou, mas ele pediu que calasse a boca, que ele sabia o que estava fazendo, e que era para ela ficar quieta, porque já estava falando demais. Ele desmontou o filtro e deixou em cima da pia. Depois confeccionou um documento de venda, no valor de R$ 2.295,00, em 15 vezes de 153 reais. Ainda, a moradora, ligou na empresa em Londrina, depois do ocorrido, mas a funcionária disse que não tinha como devolver e era para ela pagar a prestação na Lotérica ou Bradesco. CAMBIRA - Em Cambira, foram dois casos, em 16 de dezembro. Na Rua Uruguai, morador, de 71 anos, disse que realizou a venda de três pneus a dois homens, destinados a retroescavadeira. Os compradores pagaram a compra com um cheque do banco Sicoob, no valor de três mil e quatrocentos reais e o restante pagariam em espécie em data pré-fixada. Contudo, o cheque voltou e acusando linha 22 (assinatura errada). O valor total do prejuízo e de 4.200 reais. Na segunda ocorrência, também da Rua Uruguai, morador disse que estão usando foto sua em perfil falso do WhatsApp para angariar fundos em seu nome. Ele tentou enganar o irmão do depoente, pedindo o montante de RS1.237,00. APUCARANA - Já em Apucarana, também no dia 16 de dezembro, Avenida Minas Gerais, a vítima estava fazendo compras no Mercado, que fica no Núcleo Habitacional Afonso Alves de Camargo, mas quando foi pagar, com seu cartão de crédito, que estava no interior da capa do celular, percebeu que havia perdido a sua CNH e o Cartão do Nubank. Após, constatou que foi vítima de estelionato no valor de R$ 270,00. O acusado ainda foi em vários comércios, tentando usar o cartão. Em um posto, ficou constatado que usava um GM/Corsa Wind, ano 1997, na cor prata, com escritas de uma empresa. O caso é investigado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA