Páginas


15/12/2022

Augustinho Zucchi é confirmado como o novo conselheiro do TCE -PR

A Assembleia Legislativa do Paraná elegeu em sessão especial realizada nesta quarta-feira (14 de dezembro) o ex-prefeito e ex-deputado Augustinho Zucchi para ocupar o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR). Zucchi recebeu 46 votos favoráveis e dois votos contrários. Seis parlamentares estavam ausentes. O novo conselheiro assume a vaga após a indicação do governador do Estado, Carlos Massa Ratinho Junior (PSD). Zucchi passa a ocupar o posto deixado pelo ex-conselheiro Nestor Baptista. 
Durante seu discurso antes da votação, Zucchi lembrou seu período como deputado estadual. “É um privilégio e honra voltar a esta tribuna. Há 10 anos eu deixei este plenário. Passei bons momentos da minha vida nesta Assembleia Legislativa. Sei que muitos questionam a política. Sinceramente, acho que isto merece uma análise um pouco mais profunda, especialmente o Legislativo. Ele é a caixa de ressonância da sociedade. Vossas excelências podem conviver com o contraditório, com diferentes ideias e culturas, que se transforma na riqueza do debate. O Legislativo é sustentáculo da sociedade”, disse.  O novo conselheiro do Tribunal de Contas também agradeceu a indicação do governador, Carlos Massa Ratinho Junior, e pediu o voto dos parlamentares. Zucchi reafirmou que a experiência adquirida no Legislativo, na prefeitura de Pato Branco e na Secretaria de Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas (SEDU) oferecem o conhecimento para assumir o cargo. “Além das regras da legislação, precisamos entender que o Tribunal de Contas, por ser órgão auxiliar dessa Casa, pode colaborar com o Legislativo para estabelecer regras internas e normas para melhorar o desempenho dos agentes públicos, sempre de acordo com os preceitos da Lei”, afirmou.  A escolha ocorreu após o nome do novo conselheiro do Tribunal de Contas ter sido aprovado em reunião de uma Comissão Especial da Assembleia, quando foi sabatinado por parlamentares na última segunda-feira (12). Com a apresentação do relatório favorável à aprovação do ex-deputado para a vaga, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano (PSD), convocou a eleição para esta quarta-feira.

Votação

Ao lado de demais parlamentares, o presidente realizou uma vistoria na urna e deu início ao rito eleitoral. Cada deputado recebeu um envelope e se dirigiu à cabine de votação. Logo em seguida, depositou o voto secreto na urna. O primeiro voto foi do presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSD), seguido pelos demais integrantes da Mesa Diretora. Em seguida, os parlamentares foram convocados para votar nominalmente em ordem alfabética pelo primeiro secretário, deputado Luiz Claudio Romanelli (PSD). Devido à ausência, não votaram a deputada Cantora Mara Lima (Republicanos), e os deputados, Goura (PDT), Nelson Justus (União Brasil), Coronel Lee (DC), Ricardo Arruda (PL) e Luiz Carlos Martins (PP).

Em seguida, o presidente convocou os líderes da Oposição e do Governo, deputados Arilson Chiorato (PT) e Marcel Micheletto (PL), respectivamente, para realizar a apuração. O primeiro secretário passou, então, a anunciar o resultado da votação. "A Assembleia Legislativa do Paraná aprova o nome de Augustinho Zucchi para ocupar o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas”, anunciou Traiano. Após o anúncio do resultado, o presidente colocou em votação o projeto de Decreto Legislativo nº 12/2022, indicando o nome do candidato eleito para ocupar a vaga de conselheiro. O decreto foi aprovado com 44 votos favoráveis.

A Assembleia Legislativa comunicará o governador do Estado sobre o resultado da eleição. Após a leitura da ata da sessão especial pelo segundo secretário da Assembleia, deputado Gilson de Souza (PL), Traiano encerrou os trabalhos.

Manifestações

Muitos deputados estaduais se manifestaram sobre a escolha do nome de Augustinho Zucchi para ocupar o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas. O primeiro a discursar foi o deputado Homero Marchese (Republicanos). O parlamentar lembrou seu período como servidor do Tribunal de Contas e o importante papel desempenhado pelos funcionários do órgão. "Os setes conselheiros precisam ser as sete melhores escolhas. A capacidade de atuação de um conselheiro é muito grande", lembrou. Em seguida, o deputado Adelino Ribeiro (PSD) afirmou que o Paraná estará bem representado no TCE. “Não tenho dúvidas de que esta seja uma boa escolha do governador. Zucchi é uma pessoa preparada para este momento”.

O deputado Nereu Moura (MDB) recordou a trajetória do eleito e elogiou o escolhido. “É uma honra votar em vossa excelência. Zucchi está preparado para assumir esse cargo como gestor público que foi”, comentou. “A história que vossa excelência construiu no Paraná dá as condições para assumir este cargo. Na minha avaliação, Zucchi é um indicado com condições amplas para esta vaga. Você conhece o que é o parlamento e conhece o que é ser prefeito. Isto vai enriquecer aquele órgão”, completou Marcio Pacheco (Republicanos). O deputado Guto Silva (PP) afirmou que a escolha fortalece as instituições. “Não podemos perder o ímpeto de melhorar as nossas instituições. As instituições são feitas de pessoas. Fortalecer as intuições é fortalecer as pessoas e Augustinho Zucchi tem muita capacidade técnicas que vão contribuir para o fortalecimento do Tribunal de Contas”, avaliou.

Para o primeiro secretário da Assembleia, deputado Luiz Claudio Romanelli (PSD), o novo conselheiro vai honrar a posição. “Não poderia haver nome melhor. É um nome respeitado por todos. Zucchi vai honrar o cargo. Ele terá interlocução com este parlamento e saberá as demandas do mundo em que vivemos”. O deputado Plauto Miró (União Brasil) comentou que o posto exige grandes responsabilidades. “A transparência é o que queremos e tenho certeza de que é o que vossa excelência vai levar para o Tribunal. Espero que seja o representante da população do Paraná no TCE”. O deputado Reichembach (PSD) recordou a trajetória do eleito. “Fiz questão de vir aqui para dizer que conheço sua história. É uma pessoa determinada e do diálogo, então é com muita satisfação que dou este voto de confiança”.

Na visão do deputado Artagão Junior (PSD), Augustinho Zucchi possui todos os atributos para assumir o posto. “Além de graduado, vossa excelência passou por cinco eleições como deputado, duas como prefeito e foi aprovado pela população. O senhor está preparado tanto tecnicamente quanto pela experiência da vida para construir as melhores soluções”. Por fim, o deputado Marcel Micheletto (PL) elogiou a carreira política e a vida pessoal de Augustinho Zucchi. “Vossa excelência é homem sério, decente e honrado. Um exemplo de cidadão e de homem público, sempre íntegro, sério e decente. Não havia nome melhor para esta indicação”.

Biografia

Nascido em Itapejara do Oeste, Augustinho Zucchi é engenheiro agrônomo, formado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), em 1985. Fez parte da União Paranaense dos Estudantes (UPE) e da União Nacional dos Estudantes (UNE). Em 1982 fundou o Centro Acadêmico de Agronomia da UFPR e, em 1984, presidiu a Casa do Estudante Luterano Universitário (CELU), em Curitiba.

No ano seguinte, tornou-se funcionário de carreira do atual Instituto de Água e Terras (IAT). Foi Chefe do Escritório Regional do Instituto, em Pato Branco, e conduzido ao cargo de Diretor de Terras, em Curitiba, onde ficou até 1990. Entre 1991 e 1994, chefiou o Escritório Regional da Secretaria da Agricultura de Pato Branco.

Foi eleito deputado estadual, em 1994, com 18.622 votos. Permaneceu na Assembleia Legislativa até 2012, durante cinco mandatos. No exercício do mandato, presidiu por quatro anos a Comissão de Agricultura, Indústria e Comércio da Assembleia Legislativa. Também participou de diversas Comissões da Assembleia Legislativa, como da Comissão Parlamentar de Inquérito dos Portos e Bloco Parlamentar Agropecuário, em 1995; da Comissão Parlamentar de Saúde Pública, de 1995 a 1996; Comissão de Orçamento e Comissão de Terras, Imigração e Colonização, de 1995 a 1998; Comissão Especial da Estrada do Colono, Ecologia e Meio Ambiente e Assuntos do Mercosul, 1997 e 1998. Foi membro da Mesa Executiva em quatro mandatos, onde exerceu os cargos de secretário e vice-presidente.

O parlamentar deixou o Legislativo para assumir a prefeitura de Pato Branco, em 2013. Reeleito, permaneceu na prefeitura até 2020. Em 2022, assumiu a Secretaria do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas do Paraná.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

CARREGANDO MAIS POSTAGENS...