Páginas


01/12/2022

GUARATUBA - Equipes retiram 7 mil metros cúbicos de terra no local do trágico deslizamento

As equipes do Corpo de Bombeiros e da concessionária Arteris Litoral Sul conseguiram avançar, na madrugada desta quinta-feira (1 de dezembor), na limpeza da pista da BR-376 no sentido norte, o que deve permitir o avanço na operação, que já dura mais de 50 horas ininterruptas. Cerca de 7 mil metros cúbicos de massa terrosa foram retirados do local, informa o boletim divulgado às 10h30 pelo gabinete de crise que acompanha a ocorrência. O maquinário pesado de guincho e caminhões ainda está no local, auxiliando na garantia dos acessos às áreas de busca e resgate pelas equipes especializadas. Também está em andamento o serviço de drenagem dos pontos alagados para mitigar riscos de novos desmoronamentos no local do incidente. O Corpo de Bombeiros iniciou nesta quinta-feira as operações na região mais sensível da ocorrência, que é a parte em que a massa de terra deslocou alguns veículos, inclusive caindo sobre eles. A área conta com uma extensão de aproximadamente 4,5 mil metros quadrados e o volume de terra a ser removido tem aproximadamente 5 mil metros cúbicos. Os serviços agora passam pela estabilização da segurança para os trabalhos das equipes. Elas irão iniciar a fase de busca por setores onde serão feitas varreduras em todos os veículos, além da continuidade no processo de remoção de resíduos. No ponto mais sensível se encontram bombeiros, cães de buscas e o maquinário da concessionária. Esta missão é extremamente sensível e demorada, por causa do constante risco que as equipes estão expostas. DESAPARECIDOS – A Polícia Científica segue auxiliando os trabalhos de levantamento de possíveis desaparecidos. Agora que grande parte de massa de terra da parte superior do incidente foi removida, a estimativa de potenciais vítimas foi reduzida para menos de 30 pessoas. Este número tem como base os dados concretos que o comando do incidente possui, como a redução de veículos encontrados em relação às projeções iniciais, e pode ser alterado à medida que novas informações vão sendo coletadas. Por causa do grande volume de terra, ainda não é possível especificar com exatidão a quantidade de veículos e vítimas que podem estar soterrados no local. APOIO – Os bloqueios de rodovias feitos pela PRF têm possibilitado a agilidade do serviço no local da ocorrência, pois garante mais segurança às equipes e ainda evita que a população fique exposta a novos incidentes. A Polícia Militar do Paraná tem atuado com máximo empenho através das equipes do 9º BPM (Litoral) e 17º BPM (São José dos Pinhais). Elas atuam no serviço de proteção às vidas e às comunidades ao redor dos diversos incidentes da BR-376. Os policiais também no apoio às operações de remoção da massa de terra e desdobramentos logísticos de segurança e resgate. OUTRAS OCORRÊNCIAS – As chuvas fortes no Litoral e na Região Metropolitana de Curitiba também causaram inundações, enxurradas, alagamentos e deslizamentos em outras cidades. De acordo com o boletim de ocorrências divulgado às 9h15 desta quinta-feira (1) pela Defesa Civil, subiu para 12 o número de cidades atingidas, com 4.280 pessoas afetadas. Até o momento, 1.057 pessoas permanecem desalojadas e 22 desabrigadas. Os eventos destruíram uma casa em Antonina, no Litoral, e danificaram outras 647. As cidades atingidas foram Antonina, Araucária, Campina Grande do Sul, Campo Largo, Curitiba, Guaraqueçaba, Guaratuba, Itaperuçu, Morretes, Piraquara, Quatro Barras e São José dos Pinhais. BR-277 – A BR-277, que também foi atingida por deslizamento, foi liberada parcialmente nesta quarta-feira. A pista passou por limpeza e melhorias, ficando liberada em pista simples do km 39,5 ao km 42, tanto no sentido Curitiba – Paranaguá quanto no sentido Paranaguá – Curitiba.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

CARREGANDO MAIS POSTAGENS...