Páginas


21/12/2022

MST do Paraná mobiliza “Natal Sem Fome” com doação de alimentos

  Pelo terceiro ano consecutivo, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) realiza a ação “Natal Sem Fome e Solidário” no Paraná. A iniciativa levará a diversidade de alimentos da reforma agrária a famílias urbanas que estão em situação de vulnerabilidade. A maior parte das doações vão ocorrer nesta quinta-feira, dia 22 de dezembro, em 15 cidades do estado. Está prevista a distribuição de aproximadamente 40 toneladas de alimentos e 4 mil marmitas. A camponesa Bruna Zimpel, moradora do acampamento Terra Livre, em Clevelândia, e integrante da direção nacional do MST, conta que a solidariedade é vivida no dia a dia pelas famílias acampadas e assentadas, e se ampliou no último período. “Com o agravamento da crise social e a pandemia, essas ações foram construídas para além dos nossos territórios, beneficiando muitas famílias trabalhadoras urbanas de todo o país”, relata a dirigente. Em campanhas de solidariedade com quem passa fome, o MST-PR partilhou mais de 1 milhão de quilos de alimentos saudáveis e cerca 180 mil marmitas, desde abril de 2020. Para o MST, a vitória de Lula nas urnas significa a renovação das esperanças de superar a miséria no nosso país, “mas há muito por se fazer agora”, garante Bruna, se referindo aos números da fome: 33,1 milhões de pessoas não têm o que comer todos os dias, e mais da metade (58,7%) do povo convive com a insegurança alimentar leve, moderada ou grave - segundo Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar de 2022. MARMITAS - Uma das iniciativas do MST no combate à fome foi a ação Marmitas da Terra que uniu trabalhadores do campo e da cidade para produzirem refeições todas as quartas-feiras. Desde abril de 2020 foram entregues 180 mil marmitas em comunidades, ocupações e nas praças Rui Barbosa e Tiradentes toda semana. O projeto reuniu mais de 250 voluntários em Curitiba que preparavam as refeições e ainda mantinham a agrofloresta no Assentamento Contestado - espaço onde são cultivados a maioria dos legumes e verduras que são o cardápio das refeições. Este ano a ceia na praça Rui Barbosa acontece na quinta-feira, 22, a partir das 12h. No total serão produzidas 2 mil marmitas que serão partilhadas com seis comunidades de Curitiba e Região Metropolitana e nas praças do centro. CESTAS ESPERANÇA - A iniciativa Produtos da Terra, responsável por comercializar os produtos da Reforma Agrária, Agricultura Familiar e Economia Solidária em Curitiba e Região Metropolitana, mobilizou a arrecadação de recursos com seus consumidores e entidades parceiras para a montagem de cestas especiais para doação, as Cestas Esperanças. Cada cesta contém 19 itens, desde produtos de cesta básica, como o arroz e feijão Campo Vivo e o leite Terra Viva, legumes e hortaliças fresquinhas da Agricultura Familiar do entorno, até produtos especiais para as celebrações final de ano, como o panetone produzidos pela rede de padarias comunitárias, a Rede Fermento na Massa. As entregas de aproximadamente 130 cestas esperanças acontecerão nesta quinta-feira (22) em 3 comunidades de Curitiba: Ocupação 29 de Janeiro e Ocupação Alvorada II, ambas no bairro Uberaba (Jd. Icaraí), e Associação Xapinhal, no bairro Xapinhal. CONFIRA O RESUMO DAS AÇÕES - No link abaixo

Guarapuava

Dia 22/12

15 toneladas / Entregues em Comitês Populares de Guarapuava; Doações arrecadas em comunidades de Pinhão, Guarapuava, Inácio




Em janeiro

>> Laranjeiras do Sul, Rio Bonito do Iguaçu e Quedas do Iguaçu







>> Curitiba, Campo Magro:

Dia 21/12, ao meio dia

Produção e partilha de 2 mil marmitas.

Entregas em Curitiba, na comunidade Britanite, bairro Tatuquara; Santa Cecília; Vila Leonice; Parolin; e nas praças Rui Barbosa e Tiradentes, no Centro da capital; e na comunidade Nova Esperança, em Campo Magro.




Dia 22/12, ao meio dia

Produção e partilha de 2 mil marmitas

Entregas em Curitiba, na comunidade Britanite, bairro Tatuquara; Santa Cecília; Vila Leonice; Vila Joanita, no Tarumã; Parolin; e nas praças Rui Barbosa e Tiradentes, no Centro da capital; e na comunidade Nova Esperança, em Campo Magro.




>> Cascavel, Umuarama, Matelândia

Entrega kits de alimentos para entidades assistenciais nas cidades onde temos territórios, e em Janeiro uma ação nas comunidades.




>> Londrina (Bairro Vista Bela, São Jorge, Novo Amparo, Jardim Califórnia, João Turquino e Maracanã); Rolândia; Porecatu, Tibagi, Santa Mariana




Dia 22/12, a partir das 9h

14 toneladas, 840 cestas + 800 litros de leite

Com doações dos acampamentos Maila Sabrina, Ortigueira; Herdeiros da Luta de Porecatu, de Porecatu; Manoel Jacinto Correio e Zilda Arns, de Florestópolis; Fidel Castro, em Centenário do Sul; e dos assentamentos Maria Lara, de Centenário do Sul; Dorcelina Folador, de Arapongas; e Eli Vive, de Londrina; Assentamento Guanabara, Tibagi.




>> Francisco Beltrão, Dois Vizinhos, Pato Branco

Dia 20/12, a partir das 13h

Entrega de 200 cestas; cada organização vai doar um pouco de alimentos. No caso do MST, a doação será de repolho, feijão, mandioca, tempero, etc.

Comunidade do MST que estão doando: Terra Livre, de Clevelândia, e Cacique Cretã, de Palmas.




>> Paranavaí

Já ocorreu uma doação no dia 12/12

Entre o dia 23 e 31/12 - entrega de alimentos, verduras e arroz para as cozinhas comunitárias dos comitês de Paranavaí, e 30 panetones.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

CARREGANDO MAIS POSTAGENS...