terça-feira, 18 de dezembro de 2018

REVOLTA - É solto o motorista que provocou acidente e matou apucaranense


Indignada, Maria Eduarda Besel, mãe da pequena Laura Besel, de Apucarana, foi para as redes sociais pedir justiça  
              A família Besel, de Apucarana, Faxinal e região, e também amigos, estão indignados com a notícia de que foi solto, por força de uma habeas corpus, o motorista Wesley Alves de Souza, morador de Tarumã, apontado como o responsável por um acidente que tirou a vida de uma criança de três meses, filha da apucaranense Maria Eduarda Yednak Besel, e neta de Sérgio Besel (De Faxinal), que era dono da rede de lojas "Móveis Apucarana". O acidente aconteceu em novembro, de 2018, na Rodovia Miguel Jubran (SP-333) em Assis (SP). Consta nos inquérito, que o motorista dirigida embriagado e, por isso, provocou a tragédia. Após receber a notíci de sua soltura, a mãe, que vai carregar um trauma par resto a vida, usou o seu facebook para fazer vários desabafos, em um deles, ela diz: "Wesley Alves de Souza, morador de Taruma, assassino da minha pequena Laura, matou por que estava bêbado, teve sua liberdade, ficou de ferias, isso um mês depois do acidente, teve seu presente de Natal. E nós e nossa vida, nossos sonhos e projetos, e nossa dor, nossa saudade ao voltar para casa? o que a justiça fara por nós? Fizemos planos, trabalhamos dia e noite para dar aquele pequeno e frágil anjinho o básico, ou seja, uma vidinha simples ao nosso lado. Deus nos honrou como pai e mãe e agora como ficamos? Por favor nos ajudem a divulgar isso, o mínimo que podemos fazer para nosso anjinho....", diz a nota divulgada pela mãe. Por meio de advogados, a família tenta reverter a decisão e levar o responsável pelo acidente, de volta para a cadeia. SOBRE O ACIDENTE - Conforme noticiamos naquele dia, um acidente trágico envolvendo um veículo com placas de Apucarana, provocou a morte de um bebê. A criança de nome Laura Besel. Segundo informações, três pessoas ficaram feridas e a criança, de apenas três meses, morreu, às 1h50 da madrugada de quinta-feira (15 de novembro, de 2018), feriado da Proclamação da República, na Rodovia Miguel Jubran (SP-333) em Assis (SP). De acordo com informações, o motorista embriagado, morador de Tarumã (SP), seguia em alta velocidade com um Honda/Civic, em direção a Assis, quando colidiu na traseira de um GM/Corsa, hatch, com placas de Apucarana (PR), que seguia com destino à São Paulo. Com o forte impacto, o motorista do Corsa, perdeu o controle do carro e capotou várias vezes. No veículo, estavam o motorista, sua esposa Maria Eduarda Besel, a bebê de três meses, e e um amigo da família. A criança, que sofreu traumatismo craniano, chegou a ser socorrida com vida mas não resistiu e morreu. O pai e a mãe da bebê sofreram ferimentos leves e o amigo da família, ferimentos graves. À polícia, o condutor do Civic, que tem 27 anos, disse que seguia para um bar em Assis. O teste do etilômetro confirmou a embriaguez e o homem recebeu voz de prisão em flagrante. Mesmo assim, ele negou que estivesse embriagado e disse que iria provar inocência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA