segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

ARAPUÃ - Nota de esclarecimento sobre prisão por suposto furto

                      ACUSAÇÃO FALSA                       
A defesa de Cláudio Aparecido de Oliveira, morador do Distrito de Romeópolis, em Arapuã, disse que foi arbitrária a sua prisão e absurda a acusação de furto imputada contra ele 
                  Apesar do espaço de "Direito de Resposta", já utilizando na reportagem publicada com o título: "Polícia prendeu, na região de Arapuã, suspeitos de integrar uma quadrilha que furtou gado em Fazendas de Nova Tebas", a família de uma dos acusados, pediu espaço no "Blog do Berimbau", para fazer uma nota de esclarecimento e para que não pairem dúvidas sobre a honestidade e idoneidade do citado de nome: Cláudio Aparecido de Oliveira, morador do Distrito de Romeópolis, em Arapuã. As prisões foram efetuadas por uma equipe do Sargento Dirceu Moraes, da P2 de Pitanga, no primeiro dia do mês de fevereiro, de 2019. Cerca de cinco pessoas foram identificadas suspeitas de furtar gado de uma Fazenda em Nova Tebas. Cláudio estava em sua propriedade, preparando a carne de um animal abatido (Novilha), quando chegou a equipe de Policiais e prendeu ele e uma pessoa identificada por Júlio, dizendo que ambos eram integrantes de uma quadrilha que roubava gado, inclusive afirmando que a vaca abatida, era uma das furtadas em Nova Tebas e que no pasto haveria mais gado furtado. "Esclarecemos que Cláudio é um cidadão de bem, trabalhador e que nunca foi preso por conta de furto de gado. Também ficou provado que o animal abatido, que eles preparavam a carne, não era do gado furtado em Nova Tebas; muito menos foi encontrado animal furtado na propriedade de Cláudio, motivo pelo qual, saiu a ordem judicial para sua soltura. Informamos que ele ainda ficou preso por alguma horas, por conta de um arma, herança de família, que havia na propriedade, algo comum entre os sitiantes, a qual não tinha registro. Então sua detenção foi por posse ilegal de arma, mas jamais por furto. Por conta dos danos irreparáveis provocados pela prisão de Cláudio, como ele fosse criminoso,  tomaremos as devidas providências", informou a nota da Família, publicada neste dia 11 de fevereiro, de 2019.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA