quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

LONDRINA - Mais detalhes do arsenal apreendido em uma Clínica

             Em Londrina, continua repercutindo o fato de uma operação realizada pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR), em em escritórios de clínicas psiquiátricas. Segundo o G1, a ação apura suspeitas de irregularidades cometidas por essas unidades psiquiátricas. Os promotores encontraram 24 armas, inclusive uma caneta-revólver, e 1.900 cápsulas de munição irregulares. Ninguém foi preso. “Foi uma apreensão surpreendente e, ao mesmo tempo, nos deixou ainda mais preocupados. Encontramos um arsenal de armas, todas municiadas. Uma arma foi encontrada dentro de um livro, as páginas estavam recortadas no formato de uma pistola. É uma situação chocante”, diz o promotor Paulo Tavares. Segundo as investigações da Promotoria de Saúde Pública, há indícios de irregularidades em prontuários médicos para receber mais dinheiro do Sistema Único de Saúde (SUS). Umas das suspeitas é de que os diretores adiavam períodos de internações e tratamentos para conseguir mais repasses. Em uma das clínicas investigadas, são atendidos, em média, 200 pacientes por mês na clínica. O cumprimento das ordens judiciais teve apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Além das armas, também foram apreendidos computadores, prontuários e outros documentos. As clínicas eram investigadas desde o segundo semestre de 2018. Segundo denúncias, além das práticas de crimes como estelionato, falsidade documental, também foram investigados crimes de maus-tratos e cárcere privado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA