sexta-feira, 1 de maio de 2020

ARAPUÃ - Prisão de acusados de furtos praticados no Ouro Verde

Denúncia apontou que um homem, morador de Arapuã, estava com objetos furtados em uma borracharia e também numa casa no Bairro Ouro Verde em Ivaiporã. A operação resultou em dois detidos e objetos recuperados 
          No município de Arapuã, um homem  e uma mulher foram  acusados de receptação, por conta de estarem com objetos furtados. A investigação também pode apontar a prática de furto. No dia 30 de abril, de 2020, por volta das 14 horas, começou a operação da Polícia Militar, com apoio de equipes especiais como a ROTAM. Segundo informações, o dono de uma Borracharia, que foi alvo de furto, em 19 de abril,  existente no Bairro Ouro Verde, em Ivaiporã, fez contato com a PM,  dizendo que os objetos e o autor, poderiam estar no município de Arapuã. Também havia suspeita que a mesma pessoa, de nome Daniel, estivesse de posse de objetos oriundos de outros furtos no mesmo Bairro. Ao diligenciar, no primeiro endereço, na Rua José Pasczuk, foi localizado  o Daniel Barbosa de Lima, suspeito, juntamente com sua esposa. Ele estava  em frente sua casa. Abordados, negaram autoria, bem como a acusação de estarem com os objetos, mas em revista veicular, foi encontrada uma roda que conferia com as características da furtada. Também foi encontrado um macaco hidráulico idêntico ao levado da borracharia. Durante a ocorrência, chegou uma nova denúncia, no 190, informando que mais objetos estavam em outra casa de propriedade do abordado, mas que lá morava  uma mulher, de aluguel,  das iniciais R. A. V. G. Policiais foram a este local e fizeram contato com esta segunda feminina, explicando sobre os fatos. Ela autorizou a busca, sendo logrado êxito e encontrar vários outros produtos que, provavelmente, eram do furto da borracharia e de uma residência. Indagada, a mulher, ela  respondeu que o homem havia pedido para que ela guardasse tudo na casa há, aproximadamente, uma semana. No primeiro imóvel, a esposa do acusado também autorizou a entrada, sendo encontrados uma caixa com ferramentas além de outros objetos mencionados como furtados em outro Boletim de ocorrência. A equipe efetuou a prisão do abordado e da mulher, que reside na segunda casa, onde estava os demais objetos.  Na delegacia, ambos seriam ouvidos, liberados e um inquérito policial instaurado.  OUTRO CRIME - Em Junho, de 2019, Daniel foi apontado como receptor de outra ocorrência de furto, que aconteceu no Bairro Pinhalzinho, em Manoel Ribas.  Estava ocorrendo uma festa de Igreja, sendo que na madrugada, toda a carne, 450 quilos, que seria servida no dia seguinte, foi levada. A festa teve que ser cancelada. Uma semana depois, vários envolvidos no furto e na receptação foram detidos. RESPOSTA - Daniel negou que tenha praticado furto, diz que é inocente e vai provar isso no decorrer do processo. Já a mulher,   alegou que apenas guardou os objetos, mas que jamais teve conhecimento que poderiam  ser produtos de furto. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA