quinta-feira, 14 de maio de 2020

ENTREVISTA - Secretário de Educação do Paraná fala sobre o EAD

Em sua entrevista, Renato Feder falou do sucesso do ensino a distância, com o objetivo de dar continuidade ao ano letivo e também salientou que o aluno pode ficar com nota zero se não participar  
      Ao vivo, o repórter Ronaldo Alves Senes, o "Berimbau", entrevistou, neste dia 14 de maio, de 2020, o Secretário da Educação e Esporte, do governo de Carlos Massa Ratinho Junior, o jovem empresário Renato Feder. O objetivo da entrevista, foi avaliar o sistema de Educação a Distância (EaD) implantado em razão da pandemia da Covid-19. Até o dia 05 de maio, por exemplo, levantamento apontava que 402 mil alunos e 41 mil professores da rede estadual já haviam se cadastrado e acessado o Google Classroom, principal ferramenta do modelo de ensino. O canal do YouTube, que disponibiliza as aulas em vídeo, contabilizam mais de 10 milhões de visualizações. Além disso, o pacote conta ainda com 800 mil downloads do aplicativo Aula Paraná e a transmissão do conteúdo em TV aberta (RIC Record). Segundo Feder, a solução encontrada foi inclusiva por oferecer um tripé formado por três pilares, o primeiro é a a TV Aberta com três canais abrangendo todas as séries. O segundo pilar, foi o Celular, que praticamente todas as família tem e  é por onde o aluno consegue estar na sala, com seus colegas e professores, sem sair de casa. E o terceiro, é a gratuidade de todo o sistema, onde os alunos e professores podem navegar sem consumir dados. Sobre os problemas e dificuldade de acesso, reclamado por alguns alunos, o secretário afirmou que, no início, houve sim dificuldades, o que é natural, mas que as questões operacionais foram praticamente todas resolvidas e 100% dos professores estão acessando, inclusive, a rede tem um milhão de usuários, o que revela o sucesso dela. Para quem não tem acesso ao Sistema, o secretário informou que o Estado está dando condições para que as Escolas possam imprimir os materiais,  as atividade e entregar aos estudantes. Um dos principais questionamentos, é sobre o conteúdo aplicado, ou seja, se ele realmente será considerado como uma continuidade do ano letivo. Feder alertou que está sendo considerado e que, o estudante, que não estiver fazendo atividades,  poderá ser prejudicado e receber nota zero neste primeiro trimestre. "Estamos superando todas as dificuldades e quero aproveitar este espaço para dizer que: professores, alunos e servidores da educação. estão dando um show, por isso,  parabenizo a todos", finalizou Feder. Para ouvir a entrevista na íntegra, acesse o link de vídeo. SOBRE EAD - leia mais no link abaixo: 
 O EaD começou a funcionar em abril, em razão da suspensão das aulas presenciais. A medida é para evitar aglomerações e diminuir a circulação do coronavírus. “Foi a alternativa para fazer com que nossos alunos seguissem tendo aulas normalmente”, afirma o governador Ratinho, ao avalizar a ideia. “Os números comprovam que a medida é eficiente. Tenho certeza de que a adesão e o engajamento de alunos e professores só vai aumentar”, acrescentou. Secretário da Educação e Esporte, Renato Feder explicou que o Governo do Estado está sempre em busca de novas tecnologias para melhor a qualidade do ensino no Paraná. Além disso, reforçou ele, o programa e as ações estão em constante avaliação, em busca de aprimoramento técnico e pedagógico. “É tudo muito simples e fácil. O aluno pode acessar com o e-mail pessoal e a data de nascimento, pelo celular. Não precisa de computador e também não consome os dados de internet do estudante”, disse. Existe uma boa variedade de vantagens para o uso do Google Classroom. A possibilidade de acesso remoto, por computador ou celulares, a rapidez na comunicação e interação entre professor e aluno; e a centralização do conteúdo para que todos os usuários possam acessar a mesma informação, estão entre as funcionalidades que podem ser exploradas. O aluno da rede estadual consegue acessar o Classroom por meio do aplicativo Aula Paraná, sem consumir seus dados, e assim dar continuidade aos seus estudos usufruindo de todos os benefícios da plataforma da Google. A secretaria oferece, em seu site, tutoriais que explicam como acessar e usar todos os dispositivos eletrônicos que estão transmitindo as aulas. A medida, destacou o secretário, faz com que 1 milhão de alunos da rede não tenham seu processo de ensino e aprendizagem prejudicado devido ao momento de pandemia de Covid-19. Segundo o Conselho Nacional de Educação (CNE), sem o EaD haveria necessidade de um longo período de reposição presencial, comprometendo não apenas o calendário de 2020, mas possivelmente também dos dois anos seguintes. Com o ensino a distância, por sua vez, o ano letivo não deverá ser prejudicado, uma vez as aulas seguem ocorrendo normalmente, reduzindo significativamente os prejuízos pedagógicos e financeiros que a reposição exclusivamente presencial pós-pandemia traria. Ainda de acordo com o CNE, uma reposição exclusivamente presencial traria também uma sobrecarga aos estudantes e professores, comprometendo drasticamente o processo de ensino-aprendizagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA