31/05/2021

MANOEL RIBAS - A novela da "Farra das Diárias" parece que está de volta

Mesmo em plena pandemia e a cidade com Lockdown, quatro vereadores foram a Curitiba participar de um "Cursinho", tudo bancado com o dinheiro do povo  
   Em Manoel Ribas, ao que tudo indica, a "farra das diárias" continua acontecendo. Já há alguns anos, o Blog do Berimbau tem denunciado esta prática, mas, entra mandato, sai mandato e as denúncias continuam. Na última semana de maio, de 2021, quando a cidade estava prestar a cumprir decreto de Lockdown, inclusive, Curitiba entrando em "Bandeira Vermelha", devido ao avanço da contaminação da covid, quatro vereadores saíram de Manoel Ribas e foram viajar, ou melhor, foram participar de um "Cursinho" na Capital do Estado, ministrando por um ex-vereador de Pitanga. "Se o ex-vereador é de Pitanga, porque o curso foi em Curitiba?". Veja a justificativa dos edis, que consta no Porta da Transparência: "Solicitamos liberação diárias para despesas com viagem a Curitiba, para participar do curso: Novos projetos de lei para Câmara municipal, a inovação que faz a diferença na vida da população, a ser realizado em nos dias 26, 27 e 28 de maio de 2021"Clique aqui e veja direito no portal da Câmara. Os vereadores beneficiados foram: Adilson dos Santos; Gilvani Toneli; Fábio Meurer Hemkemeier e João Carlos Oliari. Vale ressaltar que, saiu do bolso do cidadão, porque as diárias são pagas com dinheiro dos impostos arrecadados, o valor foi de 500 reais por dia; como foram dois dias e meio, o total é de R.1.250,00 por vereador, somando R$5.000,00 com os quatro. Apuramos ainda que, somente em 2021, em plena crise de Pandemia, a Câmara já pagou aos vereadores e servidores, um total de R$45.650,00 (quase 46 mil), em diárias para os 4 vereadores citados e outros. Para conferir, veja a imagem no print, também nesta reportagem ou no portal da câmara. "Vereador sobe no palanque e diz que está preparado para nos representar, mais depois de eleito, esfola o nosso bolso nessas diárias que podem ser legais, porque eles fazem a lei, mas para nós é imoral e algo vergonhoso.  O povo de Manoel Ribas não pode viajar e receber visitas, mas eles podem ir para Curitiba e voltar como nosso dinheiro, sem nada acontecer", disse o denunciante, que também sugeriu, que antes de pegar a próxima diária,  cada vereador poste no Blog do Berimbau ou no facebook, para ver a opinião do povo. "Tem vereador que dá uma ético na câmara, mas  esconde a sujeira debaixo do tapete",  finalizou. Outra questão denunciada, é que, em muitas diárias os vereadores tem ido visitar gabinete de deputado aliado, e ainda faz foto dizendo que está trabalhando pelo povo, quando tudo está sendo bancado pelo próprio povo, mais o interesse é particular, construir uma boa imagem de vereador trabalhador. REPOSTA - O vereador Adilson dos Santos, o "Ticão", justificou que é o primeiro mandato dele e que precisava deste curso para aprimorar. Também que já participou de dois cursos e os dois foram importantes, inclusive, em um dos cursos, apreendeu sobre a transmissão ao vivo das licitações da prefeitura e câmara. Também disse que pegou uma terceira diária para ir em Chapecó-SC, conhecer o tratamento preventivo da covid e a testagem em massa, ideia que foi trazida para Manoel Ribas e a prefeitura já implantou. O vereador Toneli, também argumentou sobre as transmissões ao vivo das licitações, que foi colocada na pauta da reunião deste dia 31 de maio e que, sobre o bandeira vermelha da pandemia, em em Curitiba, quando foram, ainda estava amarela. Disse ainda que não sabia do decreto de Lockdown em Manoel Ribas, porque estava fora. Afirmou que é contra fechamento do comércio e é preciso implantar regras exigindo cuidados e não fechar portas de empresas. Já o vereador Fábio, pegou a diária, mas alega que é contra vereador pegar diária... "Eu sou contra e já estou tentando devolver, mas existe uma burocracia muito grande. Então devo ficar com ela e vou doar o valor correspondente, do meu salário, para uma casa de tratamento de câncer em Londrina". Ele também falou da viagem a Chapecó, que foi produtiva. Com o vereador João Carlos Oliari, não conseguimos contato.
REPERCUSSÃO -  Após repórter Berimbau pedir explicações ao vereador Fábio, ele foi no banco e fez uma doação em dinheiro
O vereador Fábio, que havia recebido o dinheiro da diária, devolveu assim que o repórter Ronaldo Alves Senes, o "Berimbau", fez contato com ele,  pedindo seu direito de resposta, informando que a matéria estava sendo editada e seria publicada. Veja o circulado no comprovante (foto a direita), ou seja, a devolução ocorreu às 14:24 horas, de 31 de maio.  Para justificar, perante a população, escreveu:  "Em resposta ao valor de R$ 1.250,00, de diárias retirada para curso de aperfeiçoamento e atualização, como vereador. Em contra  partida doei do  meu salário como vereador, uma quantia de  R$1.300,00 para casa de Apoio Madre Leonia de Londrina - Instituto Pio XII. Casa esta, que há anos acolhe os nossos  munícipes  que  estão em tratamento no hospital do câncer. Minha atitude foi essa, se está certo, não sei, mais minha consciência está em paz", disse o vereador. O interessante é que tal atitude, só ocorreu após ser alcançado pela reportagem investigativa. Gostaríamos de ver os depósitos de devolução das outros diárias, já que o vereador é contra a tal manobra, mas sempre tem ficado com os valores.  Ou a consciência só pesou após a denúncia e repercussão negativa do fato?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA