quinta-feira, 17 de maio de 2018

APUCARANA - DUPLICAÇÃO

Duplicação do Contorno Sul inicia ainda neste ano.  Desde dezembro, três encontros técnicos já foram realizados entre prefeitura, DER e CCR Rodonorte para tratar da obra
Engenheiros do Departamento de Estradas e Rodagens do Governo do Paraná (DER), da CCR Rodonorte e de uma empresa de consultoria contratada pela concessionária, estiveram na prefeitura nesta quinta-feira (17/05) onde apresentaram, ao prefeito Beto Preto (PSD) e ao secretário Municipal de Obras, Herivelto Moreno, o projeto executivo da duplicação dos 11,6 quilômetros da BR-376, em trecho denominado Contorno Sul de Apucarana. Previstas no contrato de concessão, a previsão dos técnicos é de que as obras iniciem ainda neste ano e sejam concluídas em 2021. Com orçamento ainda em fase de finalização, estima-se que o investimento seja na ordem de R$70 milhões, com o custo quilômetro girando entre R$6 milhões e R$7 milhões. “Trata-se de uma intervenção rodoviária muito esperada e que estamos tomando todos os cuidados para que sua execução atenda a população e o usuário em geral de maneira satisfatória”, pontuou o prefeito Beto Preto (PSD).  Desde dezembro, três encontros técnicos já foram realizados entre prefeitura, DER e CCR Rodonorte para tratar da duplicação, onde a Secretaria Municipal de Obras pode dar sugestões técnicas, sobretudo em relação a pontos para retorno e transposição da rodovia. “Inicialmente o projeto previa apenas um dispositivo em desnível, na passagem para a estrada de Rio Bom. Fizemos as ponderações e fomos atendidos com mais um dispositivo semelhante na altura da Rua Sussumo Shimura/subestação da Copel, que dá acesso ao aterro sanitário e futuro cemitério municipal. Todos terão alças de acesso para maior segurança”, explicou Herivelto Moreno, secretário Municipal de Obras.   Participaram da reunião os engenheiros Ramirez Colodel, da Superintendência Regional Ponta Grossa do DER-PR, Alessandro Mani, coordenador de Projetos da CCR Rodonorte, Emerson Coelho e Ademar Santos, da empresa de consultoria Esteio. “Estamos finalizando o projeto executivo, discutindo com a prefeitura os últimos detalhes. Assim que concluída esta etapa o encaminharemos para o DER, que é o órgão gestor do contrato, responsável pela liberação e fiscalização das obras realizadas pela concessionária”, explicou o engenheiro Alessandro Mani, da CCR Rodonorte. De acordo com ele, a previsão é de que os trabalhos de duplicação durem cerca de dois anos.  Apucarana/Califórnia – Durante a reunião também foram tratados assuntos técnicos relacionados à conclusão da alça ferroviária da duplicação entre Apucarana e Califórnia, na altura do Distrito de Vila Reis. “Fomos informados de que ainda existe uma pendência quanto à desapropriação de uma pequena extensão, mas que o processo já está em andamento para que tudo ocorra de forma amigável com o proprietário da área e a duplicação possa ser finalizada no trecho”, informou o prefeito Beto Preto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.