quinta-feira, 30 de agosto de 2018

MAUÁ DA SERRA - CRIME AMBIENTAL

Polícia Militar Ambiental e fiscais do IAP, de Ivaiporã,  fizeram autuação em fazenda   por destruição de vegetação  nativa de bioma da Mata Atlântica 
              Em mais um bom trabalho de proteção ao meio ambiente, o 3º Pelotão da Polícia Militar Ambiental, de Apucarana, fez autuação em Mauá da Serra de um suposto crime de "destruição de vegetação nativa do bioma Mata Atlântica". Segundo informações, os soldados Assis e Murilo, formaram a equipe de serviço, em conjunto com fiscais do IAP - Instituto Ambiental, de Ivaiporã, após denúncia anônima de que estaria ocorrendo o desmatamento na região da Serra do Cadeado. Ao chegar no local, ficou constatado o desmate de vegetação nativa em estágios médio e avançado de regeneração e em uma área de 6 hectares, não sendo localizados os responsáveis, naquele momento. Após notificado, o proprietário da fazenda compareceu no IAP e alegou não possuir autorização ambiental para promover o desmate. Foram tomadas as medidas administrativas cabíveis a situação, pelos fiscais do IAP, com lavratura de Auto de Infração Ambiental, no valor de 42 mil; termos de apreensão do material lenhoso  totalizando  50 m3 de madeira, em toras nativas diversas,  e 250 m3 de lenha. Também foi feito e embargo da área afetada.


ROLAGEM INFINITA