sexta-feira, 30 de novembro de 2018

FAXINAL - Homem é acusado de manter filho refém para evitar prisão

A situação foi registrada depois que a PM foi solicitada para atender um caso de suposta violência doméstica 
                 Em Faxinal, uma caso de violência doméstica se transformou em uma ocorrência dramática, onde o pai foi acusado de utilizar o filho, de dois anos, para tentar evitar sua prisão, fato ocorrido de 28 para 29 de novembro. Para não expor a família, porque há o envolvimento de menor, nossa reportagem decidiu não divulgar nomes dos envolvidos e nem o nome da Rua, somente que o fato aconteceu no Bairro Pedro Gonçalves da Luz. O detido foi acusado de cárcere privado, além da suspeita de violência doméstica. "Chegaram informações que um homem, de posse de uma faca, estava agredindo a esposa e que no local também havia uma criança. Com a chegada da nossa equipe, os soldados visualizaram a mulher caída no chão da cozinha, mas o marido, ao perceber a presença policial, pegou uma criança no colo e se trancou em um quarto, fazendo o filho refém. Foi tentado dialogar com o agressor, mas ele não queria conversar com os policiais dizendo que não soltaria a criança porque seria preso. Só depois da chegada do Conselho Tutelar e da Rotam, o homem se entregou", informou a Pm. O caso foi entregue na Polícia Civil, sendo que o pai de família negou todas as acusações. OUTRO CASO - Ainda em Faxinal, no Alto Alegre, uma neta disse ter se desentendido com o seu avô e que ele queria agredi-la. Com a chegada da PM, a neta havia evadido-se da residência e se escondido em uma plantação de milho temendo agressões do acusado. A equipe de PMs solicitou a presença do Conselho Tutelar, por se tratar de uma menor. Localizada, ela disse que não queria representar contra o avô, mas apenas voltar para a casa de sua mãe, que mora em Reserva-PR.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.