terça-feira, 27 de novembro de 2018

IVAIPORÃ - Equipe do Delegado Dante anuncia duas prisões por roubos

Os marginais são acusados de assalto ao Auto Posto Teodoro, e também roubo no Pesqueiro Natureza, crimes ocorridos em outubro, de 2018
          O delegado Dr. Gustavo Dante, de Ivaiporã e sua equipe, conseguiram desvendar mais dois roubos e prender dois indivíduos acusados de praticar ambos os crimes. Os detidos foram considerados, pelo delegado, como de alta periculosidade, porque em um dos delitos, agiram com violência e grave ameaça. Os presos são: Eros Gustavo Carvalho Vendramento, 18 anos, e Igor Trizote Francisco, de 19 anos. "Nos dias 23 e 26 de outubro, de 2018, eles praticaram dois assaltos, o primeiro no Auto Posto Teodoro, e o segundo no Pesqueiro Natureza, ou Pesqueiro do Emerson. Na ação ao Posto de Combustível, ambos confessaram a prática do crime e não há mais dúvidas quanto a participação deles", informo Dr. Gustavo, que já aproveitou para agradecer sua equipe, que tem se empenhado no sentido esclarecer as ações criminosos; e também a comunidade que já demonstrou que confia no trabalho da Polícia. Agradecimentos também ao Poder Judiciário, que tem autorizado as prisões possibilitando que os meliantes seja tirados de circulação. ASSALTOS - Em relação aos crimes cometidos, o assalto ao Posto ocorreu em 23 de novembro, de 2018, às 23h30min. No dia dos fatos, o  frentista do local, informou que foi abordado por um marginal armado com um revólver. O bandido fugiu, logo em seguida, levando a quantia de aproximadamente de R$ 350,00 (trezentos e cinquenta reais), recebendo a cobertura e apoio do comparsa. As características repassadas pela vítima, levaram a polícia militar a suspeitar de um homem, já conhecido no meio policial. Todos estes detalhes foram repassados a Delegacia, que fez a investigação e chegou os suspeitos. Já no roubo  ao Pesqueiro Natureza, de Emerson Otávio, o crime foi no dia 26 e novembro, e a família ficou chocada com o fato. Os marginais invadiram o local, apos pular a janela da casa e  fizeram as vítimas reféns, com ameaças veladas as amarrando e até promovendo agressões. Depois deixaram o local levando dinheiro, perfumes, celulares e bebidas.  (Colaborou Cláudio Henrique, Gustavo Dante e José Silva). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.